menu
Partilhar

Quanto custa um transplante de cabelo no Brasil?

 
Por Redação umCOMO. 23 junho 2022
Quanto custa um transplante de cabelo no Brasil?

A calvície é um problema que atinge mais de 42 milhões de brasileiros, de acordo com a Sociedade Brasileira do Cabelo (SBC), e afeta não somente o aspecto físico da pessoa. A perda do cabelo vem acompanhada com a da autoestima, que influencia no emocional e no psicológico e pode trazer graves consequências para a vida do indivíduo.

Se você está percebendo uma constante queda de cabelo e que está ficando cada vez mais fino e isso é algo que o preocupa e o incomoda, deve procurar ajuda de um profissional antes da situação se agravar. Se já estiver com um grau de calvície avançado e desejar uma solução definitiva é somente através do transplante capilar que irá recuperar seus fios.

Certamente que se for esse o seu caso e pensou em fazer um transplante de cabelo, provavelmente vai querer saber o preço da cirurgia e qual o melhor lugar para fazê-la. Hoje o Brasil já possui excelentes clínicas que realizam o procedimento com qualidade e garantia de bons resultados.

Por isso, os brasileiros não precisam ir para outros países como faziam antes para fazer o transplante capilar. O Brasil exige uma série de normas e orientações para a cirurgia de enxerto de cabelo e fiscaliza regularmente os estabelecimentos, visando a segurança geral do paciente.

Também lhe pode interessar: Como marcar consulta no Hospital do Homem?

Quanto custa um transplante capilar no Brasil?

O valor de um transplante capilar no Brasil pode variar de R$ 15.000,00 a R$ 45.000,00 e depende de alguns fatores, dentre eles: o grau de calvície, o tamanho da área doadora e receptora do paciente, a densidade da região doadora, a técnica que será utilizada, o grau de dificuldade da cirurgia, a condição de saúde pré-existente e o número de unidades foliculares que será necessário transplantar para obter um resultado estético natural e eficaz.

Os reparos capilares provenientes de más práticas e resultados negativos de outras clínicas acabam por ter um custo maior, uma vez que exige muito mais experiência e habilidade para o procedimento corretivo.

O transplante de cabelo deve ser realizado no paciente com uma área doadora ideal e satisfatória, ou seja, se ele não tiver um volume capilar doador suficiente não é um bom candidato e não pode se submeter à cirurgia capilar, uma vez que não alcançará o resultado esperado.

Para essa avaliação da condição da região doadora, assim como o preço e detalhes do transplante capilar, agende uma consulta com uma clínica especializada e principalmente com competência e credibilidade no mercado. Busque por especialistas certificados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e verifique se o transplante será feito em um espaço cirúrgico equipado e autorizado pela Vigilância Sanitária.

Mesmo se tratando de um procedimento aparentemente simples, é de grande importância que o paciente se resguarde quanto ao local e o profissional escolhido para fazer o transplante. O atendimento aos protocolos de segurança, as técnicas adotadas e a experiência do corpo clínico irão fazer toda a diferença durante e após o procedimento para o êxito no resultado.

Para auxiliar nessa tarefa, saiba quais são as três melhores clínicas de transplante capilar do Brasil e os preços praticados por elas para o procedimento. Todas estão localizadas na cidade de São Paulo:

  • Capilclinic Brasil: R$ 19.990,00
  • Clínica Ruston: aproximadamente R$ 38.000,00
  • Clínica Dr. Thiago Bianco: aproximadamente R$ 45.000,00

Preparo pré-operatório para o transplante capilar

Apesar de ser uma cirurgia tranquila, em que o paciente é liberado para casa no mesmo dia, o transplante capilar também requer a realização de exames pré-operatórios. Hemograma completo, coagulograma, eletrocardiograma, glicemia em jejum e raio x do tórax são alguns deles, podendo ser solicitados outros conforme avaliação médica.

O consumo de bebidas alcoólicas e cigarro, por exemplo, influenciam de forma negativa qualquer operação e por isso, é recomendado que sejam suspensos temporariamente antes e após o procedimento. É importante também evitar comidas gordurosas um dia antes do transplante.

O paciente deve informar toda a medicação em uso para analisar a possibilidade de risco de interação medicamentosa, sobretudo nos casos de:

  • AAS (ácido acetil salicílico) – o remédio diminui a função das plaquetas e pode aumentar o sangramento durante a cirurgia. Deve ser interrompido 10 dias antes.
  • Minoxidil – por ser um vasodilatador, também pode provocar mais sangramento na operação, devendo suspender seu uso por 10 dias antes e 3 dias depois.
  • Anti-inflamatórios não hormonais - Esses medicamentos, como o diclofenaco, cetoprofeno ou naproxeno, podem elevar o sangramento no momento da cirurgia e por isso não podem ser tomados 48 horas antes.
  • Vitaminas B e E – Também são substâncias que podem provocar maior sangramento e, por isso, devem deixar de ser consumidas uma semana antes do transplante capilar. O alerta vale também para os multivitamínicos, como o Centrum, que possuem as vitaminas na composição.
  • Antidepressivos tricíclicos, beta bloqueadores e inibidores da MAQ – Deve ser suspensa a utilização de 10 a 14 dias antes do procedimento.

Em alguns casos o paciente deve fazer jejum de 8 horas antes da cirurgia devido à anestesia e sedação. Exercícios físicos não podem ser realizados na véspera.

No dia do transplante capilar, o paciente deve comparecer à clínica com antecedência mínima de uma hora para dar início ao preparo, que varia conforme a técnica escolhida. A anestesia usada é local, com uma leve sedação endovenosa. A alta é dada no mesmo dia, não sendo necessária a internação.

Determinadas técnicas de transplante capilar não demandam a raspagem do cabelo, uma vantagem para disfarçar o pós-operatório nas áreas doadora e receptora que terão cobertas a sutura e as incisões realizadas.

Cuidados necessários para o transplante de cabelo

Os cuidados pós-operatório são essenciais para a recuperação adequada e o sucesso no resultado do transplante capilar. Vejamos algumas recomendações que devem ser seguidas após a cirurgia:

  1. Nos primeiros dias o paciente deve dormir com dois travesseiros para ficar com a cabeça mais elevada, o que ajuda a melhorar o inchaço que naturalmente surge por causa da infiltração da solução anestésica e pela manipulação cirúrgica. Pode apoiar o lado da área doadora, ainda que com os pontos, mas deve–se evitar o apoio da região que recebeu os folículos capilares.
  2. O paciente pode dirigir somente após 48 horas da cirurgia, devendo estar acompanhado ou chamar um táxi na volta para casa após o transplante capilar.
  3. Para redução do inchaço, faça compressas de água fria na testa 5 vezes ao dia, durante 20 minutos. Irá reduzir em até 5 dias, entretanto alguns pacientes podem sofrer um inchaço maior que além da testa pode atingir ao redor dos olhos.
  4. A primeira lavagem do cabelo deve ser feita na clínica pela equipe especializada, que irá orientar o paciente para as limpezas seguintes.
  5. Para lavar o cabelo em casa, utilizar um xampu apropriado e separar uma toalha de exclusivamente para secar a cabeça de forma suave e delicada. As toalhas e fronhas do travesseiro devem ser trocadas com frequência.
  6. Cuidado redobrado com a hidratação. Consumir muita água, sucos naturais e água de coco. Além disso, opte por refeições com pouco sal e ricas em vitaminas e nutrientes.
  7. Evite fumar e ingerir bebida alcoólica durante os primeiros 3 dias.
  8. É normal o paciente sentir uma coceira após uma ou duas semanas da cirurgia. Ela tem a ver com a produção de mediadores químicos da cicatrização e por isso é temporária. Evitar coçar o local, sendo indicado leves “tapinhas” para amenizar a sensação. Em casos mais agravados de coceira, o paciente pode passar uma pomada de hidrocortisona 1%.
  9. Os pontos são retirados em 10 a 15 dias após a cirurgia, no caso da técnica FUT. Se o paciente residir fora da cidade onde realizou o transplante capilar é possível utilizar fio absorvível, que não necessita de remoção. Se o método utilizado for o FUE, não é necessário retirar os pontos uma vez que não há linha de sutura.
  10. Atividades físicas podem ser retomadas de 2 a 3 semanas após o transplante capilar, ainda que o paciente esteja bem disposto. O cuidado é importante pois o exercício físico pode tracionar a incisão, agravando o resultado estético e a cicatriz
  11. O paciente pode voltar ao trabalho após 2 ou 3 dias da cirurgia, caso sejam atividades leves e que fique sentado. Em caso de funções com maior movimentação o repouso deve ser de 3 a 5 dias.
  12. É permitido o uso de acessórios como chapéu ou boné, após retirada do curativo, desde que com folga para não apertar na área operada.
  13. Exposição ao sol e calor em excesso somente após 30 dias, protegendo a cabeça com boné ou chapéu. Banhos de piscina ou de mar devem ser evitados nos primeiros 30 dias da cirurgia.
  14. Evitar o uso de produtos no cabelo, como gel e creme, durante o primeiro mês.
  15. É normal a formação de crostas na área transplantada e o paciente não deve removê-las, pois irão cair naturalmente entre o final da primeira e segunda semana após o procedimento.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Quanto custa um transplante de cabelo no Brasil?, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Quanto custa um transplante de cabelo no Brasil?
Quanto custa um transplante de cabelo no Brasil?

Voltar ao topo da página