Partilhar

Sintomas do câncer de fígado

Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Sintomas do câncer de fígado

O câncer primário de fígado é aquele que começa neste órgão, é uma doença que se mostra como um câncer de frequência média, sendo a cirrose hepática, a hepatite B, a hepatite C e o consumo excessivo de álcool alguns dos seus causadores mais comuns. Trata-se de uma condição cujo prognóstico dependerá e muito da etapa na qual se encontre o câncer e do estado prévio do fígado. Em etapas avançadas, nas quais se apresenta um dano hepático prévio como o que se produz com a cirrose ou a hepatite, o prognóstico de sobrevivência é pouco favorável. Neste artigo de umComo explicamos a você os fatores de risco, os tipos e os sintomas do câncer de fígado.

Também lhe pode interessar: Quais os sintomas de câncer de tireoide

Fatores de risco para desenvolver câncer de fígado

Ainda que o câncer de fígado primário possa ocorrer em qualquer pessoa, é mais comum em quem reúne uma série de características que aumentam de forma notável o risco de sofrer desta condição. O estado do fígado marcará de forma determinante a evolução desta condição, o tratamento e os prognósticos de recuperação.

Os fatores de risco que aumentam a possibilidade de sofrer de câncer de fígado são:

  • Sofrer de cirrose hepática, esta é a causa mais frequente desta condição.
  • Sofrer de hepatite C pois cerca de 20% dos pacientes com esta condição corre o risco de desenvolver cirrose no futuro.
  • Sofrer de hepatite B; quem sofre desta condição pode desenvolver a doença de forma crônica, o que poderia causar graves danos no fígado a longo prazo, levando a sofrer de cirrose e, com isso, de câncer.
  • Beber álcool em grandes quantidades, este hábito compromete a saúde hepática e pode fomentar a produção de células cancerígenas.
  • Fumar.
  • Sofrer de obesidade, diabetes e hipertensão também aumenta o risco de sofrer desta doença.
  • Ingerir alimentos contaminados com aflatoxina, uma toxina produzida por diversos fungos presentes em certos alimentos que não se armazenam de forma adequada.
  • Sofrer de hemocromatose, uma condição na qual o nosso corpo armazena em órgãos como o fígado uma maior quantidade de ferro do que a necessária.
  • Esta condição ocorre mais em pacientes homens do que em mulheres.
Sintomas do câncer de fígado - Fatores de risco para desenvolver câncer de fígado

Tipos de câncer de fígado

Ainda que sejam muitos os cânceres que podem fazer metástase no fígado, quando nos referimos a câncer primário de fígado, aquele que começa neste órgão e não em outros, então existem dois tipos que se apresentam com frequência:

  • Carcinoma hepatocelular: é o tipo mais frequente de câncer de fígado, entre 80 e 90% dos pacientes com esta condição contará com este tipo de carcinoma. O seu aparecimento é muito variável, dependendo do gênero do paciente, seu grupo étnico e a zona de origem, sendo mais frequente em pessoas do sudeste asiático e da África subsaariana, medianamente frequente nos países mediterrâneos e no Brasil, e com uma incidência baixa na América, Austrália e no norte da Europa. Pode se apresentar através de um tumor simples que vai se disseminando pelo órgão ou como pequenas manchas, tudo dependerá de cada paciente.
  • Câncer do ducto biliar ou colangiocarcinoma: é o tipo menos frequente, inicia-se com a formação de células cancerígenas nos ductos biliares pequenos e depois vão avançando.

Sintomas do câncer de fígado

O câncer de fígado é difícil de detectar em sua etapa inicial devido principalmente à falta de sintomas. No entanto, e já que esta condição se apresenta maioritariamente em pacientes com cirrose hepática, atualmente este tipo de pessoas devem se submeter a um estrito controle médico que permite detectar o aparecimento de células cancerígenas antecipadamente em relação a décadas passadas.

Ainda em etapa avançada, é possível que este tipo de câncer permaneça assintomático, por isso aquelas pessoas que contam com fatores de risco para o desenvolvimento desta doença devem fazer revisões frequentes para descartar o seu aparecimento.

No caso de apresentar sinais, os sintomas do câncer de fígado mais frequentes são:

  • Dor na lateral direita do abdômen, bem embaixo das costelas.
  • Presença de um volume nesta zona.
  • Inflamação abdominal devido à presença de líquido na zona.
  • Icterícia, isto é, cor amarelada na pele ou nos olhos.
  • Cansaço e fadiga importantes.
  • Sensação de plenitude depois de comer poucas quantidades.
  • Perda do apetite e redução de peso sem causa aparente.
  • Náuseas e vômitos.
  • Febre, quando se apresenta este sintoma em um paciente com cirrose que não conta com nenhuma infecção, é importante descartar o câncer.
  • Em um exame de sangue podem-se detectar sinais como glóbulos vermelhos elevados, cálcio elevado e glicose baixa.
Sintomas do câncer de fígado - Sintomas do câncer de fígado

Diagnóstico desta doença

Em termos gerais, e para um paciente que em aparência não se encontra no grupo de risco de sofrer desta doença, diagnosticar o câncer de fígado não é simples. A maior parte dos pacientes não apresenta sintomas até que a doença se encontra em uma etapa avançada, e apalpar uma tumoração na zona é complexo devido à presença das costelas. Apesar disso, aqueles pacientes com condições como cirrose, hepatite B ou C ou os alcoólatras, podem submeter-se a revisões frequentes que procurem determinar especificamente a presença de células cancerígenas.

Quando se apresentam os primeiros sintomas, ou sempre que um especialista pareça necessário, poderá submeter o paciente a uma revisão geral, se se suspeita de câncer de fígado, então poderão ser realizados diversos exames como:

  • Ecografia para avaliar o estado do fígado.
  • Tomografia computadorizada para determinar o tamanho do tumor, a sua extensão, localização, etc.
  • Ressonância magnética.
  • Angiografia para detectar que artérias alimentam o câncer, isto pode ajudar a escolher um tratamento.
  • Outros exames para determinar se o câncer se espalhou.
Sintomas do câncer de fígado - Diagnóstico desta doença

Tratamento do câncer de fígado

A escolha do tratamento do câncer de fígado dependerá em grande parte da etapa da doença e do estado no qual se encontre o órgão, tendo sempre em conta que quando se trata de um câncer primário, a maior parte dos pacientes possui dano hepático causado pela cirrose.

Baseado em uma extensa avaliação prévia, o oncologista poderá recomendar os seguintes tratamentos:

  • Cirurgia para remover o tumor: é uma solução para pacientes com um único tumor assintomático e que contam com uma função hepática conservada. Se o tumor for removido efetivamente e sem complicações posteriores, o paciente tem uma taxa de sobrevivência de 5 anos entre 20 e 70%.
  • Transplante de fígado: esta alternativa aplica-se a pacientes com tumores únicos de menos de 5 mm ou com dois ou 3 tumores menores de 3 mm. Conta-se com uma taxa de sobrevivência de cinco anos entre 40 e 70%; no entanto, em muitos casos os tempos de espera do transplante fazem com que a condição do paciente avance e que deixem de ser candidatos para esta opção.
  • Ablação: aplicada em pacientes com tumores pequenos que, no entanto, não podem ser operados devido ao seu precário estado de saúde. Consiste na destruição dos tumores sem recorrer à remoção.
  • Embolização: usada em pacientes sintomáticos e com tumores grandes, consiste em reduzir ou produzir um bloqueio no fluxo do sangue que alimenta o tumor. As taxas de resposta perante este tratamento não são muito favoráveis, sendo inferiores a 50% e com um efeito muito modesto na taxa de sobrevivência do paciente.
  • Radioterapia: utiliza-se especialmente para reduzir o tamanho dos tumores e garantir menos desconforto ao paciente.
  • Quimioterapia: ao contrário de outros tipos de tumores, no caso do câncer de fígado a quimioterapia é pouco eficiente, com uma taxa de resposta que não supera 25%.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Sintomas do câncer de fígado, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário sobre Sintomas do câncer de fígado

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
Dercilio velasco hele
Boa noite porque a bariga xta sempre enchada com cancer n figado qual é a soluçao pra tirar o enxasso

Sintomas do câncer de fígado
1 de 4
Sintomas do câncer de fígado

Voltar ao topo da página