Partilhar

Tratamento para bicho geográfico

Por Samuel Ferraro. Atualizado: 11 julho 2017
Tratamento para bicho geográfico
Imagem: tudoditudo.com

Tendo como nome científico Larva migrans cutânea, o bicho geográfico é uma doença que dá na pela e é causada por uma larva encontrada nas fezes de animais de casa, como cães e gatos. Você pode se contaminar em uma simples caminhada descalço no quintal de casa ou passeando em um jardim.

Os sintomas da infecção são bem fáceis de identificar e geralmente não precisa de uma exame laboratorial para a confirmação. O parasita responsável anda pelo local infectado. Quando se deparam com essas marcas avermelhadas, o lógico é procurar com o máximo de rapidez uma orientação médica.

Também lhe pode interessar: O que é bicho geográfico

Contágio

Se a pessoa tiver tido contado com praia, ou tem animais de estimação, e estiver com essas marcas bem características na pele, o médico logo fará uma analise clinica positiva sobre o caso.

Os parasitas responsáveis pelo bicho geográfico, andam, em média de 3 a 15cm durante o dia. Em casos mais graves e bem mais raros, algumas larvas do parasita podem chegar até o intestino. As larvas chegam até lá através dos vasos sanguíneos.

Sintomas

Depois de alguns dias após a infecção, o sintoma começa a ficar mais aparente. De inicio, você perceberá logo uma bolha vermelha na região infectada. Depois disso, a larva começa a se mover e você verá o caminho percorrido pelo parasita. Aqui abaixo está uma lista de alguns sintomas referentes ao bicho geográfico:

  • Caminhos avermelhados na pele
  • Inflamações
  • Insônia
  • Coceira

 

Prevenção

A melhor prevenção é evitar o contato com a areia de praia onde você perceba a presença de bichos como cavalos, cães e gatos. Lembrando que a infecção ocorre, exatamente, com o desenvolvimento do parasita proveniente das fezes destes animais.

Por isso, lembre-se de sempre recolher os resíduos de seu bichinho. Também leve, com certa frequência, seu animal de estimação ao veterinário.

 

Tratamento do bicho geográfico

Para tratar a infecção, basta usar pomadas e vermífugos duas vezes durante a semana. Mas, sempre um médico deverá ser consultado. Fazer a medicação de forma aleatória pode ser perigosa e até mortal. Na verdade, a consulta ao médico deverá ser sua primeira ação após a identificação dos sintomas citados mais acima.

Há anos atrás, a utilização de compressas de gelo era muito comum para aliviar a coceira. Isto acontece porque a larva tem o hábito de ficar em uma parte muito superficial da pele, e com o contato direto com o gelo, morreria. Mas, é preciso ter um cuidado com essas compressas, pois seu uso em demasia pode causar dor e, também, queimaduras.

Deixe de lado o costume da automedicação e do conselho de amigos, ou até remédios milagrosos. Um medido deverá, sempre, ser consultado sob qualquer aspecto de anormalidade da pele, ou de qualquer coisa referente ao seu corpo.

No caso do bicho geográfico o cuidado deve ser redobrado pois existe a possibilidade do parasita chegar até o intestino, e aí, os danos serão gravíssimos. Nunca subestime uma doença, qualquer que seja ela. Consulte um profissional, pois só ele poderá te orientar para que leve uma vida melhor e mais duradoura.

Sugestão: Coceira na sola do pé, o que pode ser?

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Tratamento para bicho geográfico, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário sobre Tratamento para bicho geográfico

O que lhe pareceu o artigo?

Tratamento para bicho geográfico
Imagem: tudoditudo.com
Tratamento para bicho geográfico

Voltar ao topo da página