Partilhar

AVE - Acidente Vascular Encefálico

Por Nicolas Santos. Atualizado: 10 dezembro 2019
AVE - Acidente Vascular Encefálico
Imagem: raroyo.org

O AVE, Acidente vascular encefálico, também chamado de derrame cerebral ou AVC, acontece quando o indivíduo mantém uma má alimentação, diabetes, problemas cardíacos, estresse, uso de drogas e álcool, anticoncepcionais ou hipertensão. Se trata do entupimento ou rompimento de algum vaso sanguíneo no cérebro.

As sequelas do AVE dependem da parte do cérebro em que ele ocorreu, assim como o tempo que o paciente levou para ser socorrido e se recuperar. Se a recuperação da irrigação sanguínea cerebral for rápida o paciente não fica com sequela, mas na maioria dos casos há uma perda massiva de neurônios, deixando sequelas significativas.

Neste artigo, umComo fala um pouco sobre o AVE - Acidente Vascular Encefálico.

Também lhe pode interessar: Como tratar um acidente vascular cerebral

Os sintomas do Acidente vascular encefálico

A maioria dos sintomas do acidente vascular encefálico se resumem:

  • Convulsões e incontinência urinária;
  • Dormência em partes do corpo;
  • Dificuldade em falar;
  • Visão distorcida ou embaçada;
  • Falta de força nos músculos, pode ser indicada pela dificuldade em e manter de pé (desequilíbrio) ou se levantar, da cama ou duma cadeira, por exemplo;

O AVE pode ser diagnosticado através dos sintomas listados que devem ser apresentados ao médico pelo paciente, com exames tomográficos computadorizados e realização de ressonância magnética.

Tipos de AVE

O acidente vascular encefálico, sendo hemorrágico, divide-se em:

  • Hemorragias Subaracnóides (Meníngeo): hemorragia que ocorre ao redor do cérebro e aumenta rapidamente a pressão intracraniana.
  • Hemorragias Intracerebrais: hemorragia dentro do cérebro, alta probabilidade de causar sequelas no paciente.

O acidente vascular encefálico, sendo isquêmico, divide-se em:

  • Lacunar: Acontece com baixa frequência quando há infarto das artérias cerebrais.
  • Embólico:Este tipo de AVE só acontece quando a falta de sangue no cérebro foi causada por algum êmbolo, tecido, gordura, ar ou qualquer outro corpo/substância estranha nas artérias.
  • Trombótico: Ocorre quando se interrompe a irrigação sanguínea no cérebro

Um acidente vascular encefálico pode deixar graves sequelas, fraqueza e falta de controle de um lado do corpo, perda de memória recente - devido a grande perda de neurônios -, perda de coordenação motora e pode causar até problemas de comunicação. Essas sequelas podem ser permanentes ou, desde que ocorra um tratamento adequado, temporárias.

Como é feito o tratamento do AVE

O acidente vascular encefálico é tratado com medicamentos anticoagulantes que controlam a pressão arterial. A cirurgia também pode ser recomendada para retirar o coágulo em alguns casos.

A reabilitação do paciente é muito importante, nesta faze ele será submetido à tratamentos de fisioterapia para poder fortalecer os músculos, reestruturar a coordenação motora fina e grossa e diminuir as contrações.

Leia também: Como tratar um acidente vascular cerebral

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a AVE - Acidente Vascular Encefálico, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário sobre AVE - Acidente Vascular Encefálico

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
jorge antonio joao
Excelentes as orientações. Prevenir sempre é o melhor remédio. Morrendo a 100Km do centro maior, será melhor ja levar o doente, do que deixa-lo em hospital com falta de recursos

AVE - Acidente Vascular Encefálico
Imagem: raroyo.org
AVE - Acidente Vascular Encefálico

Voltar ao topo da página