Partilhar

Como cuidar de uma ferida aberta

Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como cuidar de uma ferida aberta
Imagem: seg-social.es

Para aprender a cuidar de uma ferida aberta é importante saber que os curativos que se aplicam serão diferentes segundo a cor, a afetação da camada da pele, o aparecimento de exsudato, o tamanho da ferida, a temperatura, entre outros sinais importantes durante a avaliação. Da mesma forma, na maioria dos casos é necessário que seja uma enfermeira ou um especialista quem realize os curativos. É por isso que em umComo.com.br explicamos como cuidar de uma ferida aberta segundo o estado na qual se encontre.

Também lhe pode interessar: Como cuidar de uma ferida com pontos

Lesões de grau I

É uma etapa na que realmente não existe ferida aberta, mas é importante saber que depois do aparecimento de um eritema cutâneo, inflamação superficial da pele, caracterizada por manchas vermelhas que não esbranquece com a pele intacta pode desencadear à abertura da pele, uma ferida de estado II.

Por isso, se aconselha a limpeza da pele com soro fisiológico e a aplicação de um curativo transparente e extrafino que permita acompanhar a evolução da zona. Pode ser deixado até 3 dias se não se observam mudanças na pele. Podem ser usados, também, ácidos gordurosos hiperoxigenados em forma de óleo sobre as proeminências ósseas que são susceptíveis de ter eritema.

Lesões de grau II

É a perda parcial da espessura da pele à epiderme e/ou à derme. Os cuidados a seguir neste estado da ferida aberta são: lavar com soro fisiológico, secar uma gaze esterilizada e eliminar os esfácelos se houver, isto é, a parte morta da pele.

Uma vez que a úlcera esteja limpa, aplique os curativos hidrocoloides em camada que favorecem a limpeza rápida da ferida e retiram o excesso de exsudato. Podem-se aplicar cremes do tipo Silvederma que favorecem o crescimento da pele. É possível que a ferida requeira um desbridamento enzimático, isto é, dividir com um instrumento cortante tecidos fibrosos que, produzindo estrangulação, podem originar a gangrena.

Lesões de grau III

É a perda total da espessura da pele que implica lesão ou necrose do tecido subcutâneo. Se considera uma úlcera sem esfácelos (limpa) e cuida-se da seguinte forma: lave a úlcera com soro fisiológico, seque com uma gaze esterilizada, aplique uma pomada que estimule a granulação e epitelização da úlcera.

Após estes passos, deve tampar a úlcera com um curativo hidrocoloide ou um hidrogel. É possível que a úlcera contenha esfácelos e esteja em um grau III, você terá que seguir as curas determinadas na seção seguinte.

Lesão grau IV

É a perda total da espessura da pele com destruição extensa, necrose do tecido ou lesão do músculo, osso ou estruturas de apoio. Trata-se de uma úlcera com esfácelos ou tecido necrótico que primeiramente deve ser limpa com soro fisiológico, depois deve desbridar mecanicamente a ferida para eliminar o tecido desvitalizado.

Depois do desbridamento ainda pode haver restos de tecido necrótico ou esfacelado, sendo necessário aplicar um gel com atividade desbridante (por exemplo Iruxol mono) para que continue eliminando o tecido desvitalizado. Se depois da desbridação mecânica o leito fica limpo, deve atuar como uma úlcera em grau III. Deve sempre tampar com um curativo acomodado ao exsudato e tamanho da úlcera.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como cuidar de uma ferida aberta, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.

Escrever comentário sobre Como cuidar de uma ferida aberta

O que lhe pareceu o artigo?
7 comentários
paula albuquerque
Boa Tarde !!! Minha mãe tem uma ulcera varicosa na perna direita . gostaria de uma ajuda no tratamento . Já fui em 4 médicos todos falam que o caminho e curativos e pomadas estão certos mas , não fecha a ulcera .
A sua avaliação:
Ana Cláudia
Oi boa tarde. Meu filho cortou a perna com o piso, visivelmente deveria levar ponto. Mas lavei e coloquei povidine, gostaria de saber se tem algum esparadrapo específico q eu possa tá juntando a pele pra cicatrizar mais rápido. Obrigada.
thomaz gonippo de mello martinelli
como faço para cicatrizar uma ferida que tenho na sola do pé embaixo do colo do dedao sou diabético, obrigado
A sua avaliação:
Marilea
Como cuidar de uma ferida de um pé diabetico necrosado
Hélio Junior
Olá boa tarde. Tenho um ferimento no pé pós cirurgia de retirada de neuroma de morto. Teve que fazer um desbridamento profundo, e ficou aberto, venho tratando do Dersani Hidrogel com Alginato, só que não feixa, sem dor, sem vermelhidão, sem secreção, apenas saindo um líquido amarelo sem cheiro e muito ralo. Parece uma água amarelada. Já fiz exames de sangue, todos normais, o último agora fiz uma cultura e deu negativo de bactérias. Por favor me ajudem. A pomada que estou usando é indicação médica.
Rose Vargas
Ola boa tarde!! Gostaria de pedir uma sugestão sobre feridas de Ulcera... minha dúvida é o seguinte: a ferida ja está em fase de cicatrização( criando casca) mas na hora de dormir não consigo achar uma posição onde a perna não encoste na cama, e sempre ao amanhecer a casca da ferida saiu.Desde já agradeço!
Rick
Cortei o joelho bem em cima da rótula e como não procurei médico no dia , no seguinte não pode fazer sutura . Infeccionou , porém tratado com antibióticos , no hospital não viram um corpo estranho que eu descobri dias depois , porque se via algo dentro . Ficou um "buraco circular" do tamanho de uma moeda de 0,50 e profundo . Minha cicatrização é muito rápida , mas dessa vez deve ter 2 meses e nas últimas semanas é que começou a se fechar e formar uma casca sobre e já está no mesmo "nível" da pele normal , porém uma casquinha dura e que não está aderida a nada a não ser com as bordas da ferida ( embaixo não ) . Acredito que como é só pele e não tem tecido abaixo , esse demora pode ser por isso . Enquanto a pele não encontrar com a outra , do outro lado , não fechará. Não tenho diabetes. Tenho Iodopovidona e quando estava aberto , utilizava . Tenho Assepmed ( digliconato de clorexidina 1%) , devo continuar passando no ferimento ou somente lavar com água e sabão várias vezes ao dia ? Manter descoberto ajuda ? O que tenho percebido e que quando lavo , sempre saem pedacinhos de casca e estou na dúvida se devo fazer isso ou não. Outro dia eu retirei um pouco da casca que se forma em toda borda , não fui feliz , pois reabriu o ferimento. Fica saindo um líquido transparente quase sempre. Pensei no Anaseptil Pó pra ajudar secar , que acham ? Creio que como não estou de repouso , ando o tempo todo , está atrapalhando também . Após a cicatrização , ainda tenho que retornar a ortopedista , pois acho que ficou algum problema no joelho , as vezes doi internamente. Não teve fratura , raio x feito. Vacinas em dias. Se puder receber informações de profissionais , seria melhor. Obrigado.

Como cuidar de uma ferida aberta
Imagem: seg-social.es
Como cuidar de uma ferida aberta

Voltar ao topo da página