menu
Partilhar

Como superar a síndrome de Peter Pan

Como superar a síndrome de Peter Pan

A Síndrome de Peter Pan tem a ver com determinados traços de personalidade que se caracterizam pela imaturidade psicológica e o narcisismo. Tratam-se de pessoas que são irresponsáveis em certos aspectos da vida, rebeldes, que se negam a envelhecer, dependentes, manipuladoras e que se sentem além das regras sociais. Estas pessoas costumam estar insatisfeitas com o que têm, mas não fazem nada para solucioná-lo. Suas atitudes estão mais concentradas em pedir, receber e exigir do que em dar e fazer. Se você conhece alguém que apresenta estas características, neste artigo de umComo vamos dar-lhe algumas recomendações para saber como superar a Síndrome de Peter Pan.

Também lhe pode interessar: Como superar a síndrome de Estocolmo
Passos a seguir:
1

A Síndrome de Peter Pan foi estudada em 1983 pelo Dr. Dan Kiley para se referir às pessoas que, tal como a personagem da Disney, se negam a crescer e a assumir o comportamento e responsabilidades que correspondem à sua idade. Tratam-se de pessoas imaturas a nível psicológico e social, apresentando traços narcisistas e uma forte negação a abandonar comportamentos infantis e a assumir a sua própria maturidade.

2

A origem deste problema deve-se em grande parte a carências afetivas durante a infância que se prolongaram até à fase adulta, dando origem a uma personalidade que deseja chamar a atenção para ser querida, mimada e protegida. Os principais sintomas da Síndrome de Peter Pan são:

  • Idealização da juventude e negação para viver como um adulto.
  • Egocentrismo e narcisismo, pensam apenas em receber e pedir sem dar ou se comprometer.
  • Negação de todo o tipo de responsabilidade relacionada com a maturidade.
  • Comportamento impulsivo ou imaturo que lembra uma criança ou adolescente.
  • São pessoas frequentemente irresponsáveis e com medo do compromisso.
  • Sentem-se frustrados com frequência mas não assumem as rédeas das suas vidas nem fazem nada para mudar aquilo que os incômoda.
  • Culpam os outros sem nunca assumir a sua responsabilidade das suas próprias ações.
Como superar a síndrome de Peter Pan - Passo 2
3

Como acontece com qualquer condição relacionada com o comportamento, o primeiro passo para superar a Síndrome de Peter Pan é assumir que, efetivamente, existe um problema de maturidade que é preciso resolver. Embora os familiares e amigos mais próximos possam ajudar a que a pessoa afetada se dê conta de que é o momento de crescer, ninguém poderá tomar as rédeas da sua própria vida, a não ser a própria pessoa.

4

A Síndrome de Peter Pan conta com uma causa de fundo que é importante detetar para resolver o problema de raiz. Nem sempre é fácil saber porque nos estamos a negar à maturidade, por isso no caso de não conseguirmos tomar as rédeas da situação nós próprios, o melhor é consultar um psicólogo ou terapeuta que nos ajude.

Consultar um especialista é a melhor forma de identificar aquilo que nos gera insegurança ou medo em relação à fase adulta para começar a superar isso. Além disso, um especialista poderá facilitar as ferramentas para se comunicar de forma adequada, para superar a frustração e também para assumir as responsabilidades dos seus atos sem culpar os outros.

5

Por último, uma boa forma de conseguir superar a Síndrome de Peter Pan é identificar as vantagens da fase adulta que surgem quando sabemos assumir as nossas responsabilidades de forma adequada mas sem deixar de nos divertirmos. A criança que temos dentro de nós não tem que ficar para um lado, mas também não deve prevalecer.

Uma maior liberdade econômica, ter espaços próprios, ter a maturidade para tomar melhores decisões ou estar rodeados verdadeiramente daquelas pessoas que importam para nós porque já aprendemos quem está do nosso lado e quem não queremos na nossa vida, são algumas das vantagens de viver como um adulto responsável e pleno, desfrutando da etapa para viver e sem pensar tanto no passado ou na juventude que já não há.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como superar a síndrome de Peter Pan, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Mental.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
7 comentários
Carlos
Textos irresponsáveis inundam a internet. Não minha gente, pesquisem melhor, não existe tal "síndrome" , não passa de uma historinha em um livro de Dan Kiley, que diga-se de passagem o tornou bastante rico. Não há evidencias de que tal síndrome seja uma doença psicológica real, por isso não esta referenciada nos manuais de transtornos mentais.Não conta, por exemplo no DSM IV.
A sua avaliação:
perola queiroz
O Peter Pan, é um individuo que deseja proteção e não suporta o não de ninguém. Ele passa a se sentir perseguido e perde o controle e passa a ameaçar a pessoa que lhe disse Não. Teme a justiça e começa a fazer articulação, pede desculpas , se mostra um boa pessoa, mentirosa, fingida, se acha inteligente e tem mania de riqueza. Capaz de matar e usa de muitos palavrões. O chamado boca suja. Não tem limite e nem respeito por ninguém. Não fixa o olhar para outra pessoa. perigoso e precisa de ser acompanhado pela psicoterapia.
Mírian
Ola gostei mt do artigo. Eu as vezes acho q possuo essa síndrome , tenho quase 18 anos, nem sei oq quero fazer da vida, só penso em mim msm , sempre querendo receber e nunca dar eu assumo realmente sou assim, nao tenho responsabilidade , fico o dia td no meu quarto na frente da tv. Um desabafo, pq só eu sei o quanto eu quero mudar. Me tornar uma pessoa melhor.
Redação umCOMO (Editor/a de umCOMO)
Oi Mirian, antes de mais muito obrigada pelo seu comentário! Se você quer, então já está dando o primeiro passo para a mudança, boa sorte ;)
Will
"tenho quase 18 anos, nem sei oq quero fazer da vida". Kkkk Relaxa. Eu tenho 42 e ainda não sei tbm.
Mariza
Achei muito bom este arquivo! Tenho em minha vida dois com a síndrome de Peter Pan. Sinto dificuldade em lidar com a situação, o amadurecimento nunca chega, as pessoas com esta síndrome tem uma infantilidade horrível, não admitem erros, não enxergam além do seu umbigo, são geralmente muito orgulhosos e se acham o centro do Universo, estou tentando aprender como lidar com estas pessoas, ainda não conseguir.
Redação umCOMO (Editor/a de umCOMO)
Oi Mariza, muito obrigada pelo seu comentário! Espero que consiga aprender a lidar com a situação o quanto antes!
Cybelle
Boa tarde! Meu nome é Cybelle. Com as instruções informadas acima, acho que meu marido possa ter essa Sindrome. Ele é uma pessoa maravilhosa, mas muito infantil, imaturo, não tem responsabilidade pela idade que tem 37 anos. Tem muitas outras caracteristicas que suspeito. O que fazer? Como lidar com esse tipo de pessoa que tem essa deficiência, quando essa mesma se trata do seu marido?????
Sara Viega
Olá Sylmar, obrigada pelo seu comentário. Talvez seja necessário algum tipo de medicação, mas o melhor é consultar um médico, penso que um pediatra seria bom sim.
Sylmar
Sara, minha irmã tem isso. Já fizemos tudo e nada funciona. Será que é necessária alguma compensação química, por meio de medicação. Você aconselharia consultar um psiquiatra? Grato
Como superar a síndrome de Peter Pan
1 de 2
Como superar a síndrome de Peter Pan

Voltar ao topo da página