Partilhar
Partilhar em:

Como tomar oscillococcinum - posologia, contra-indicações e efeitos colaterais

Como tomar oscillococcinum - posologia, contra-indicações e efeitos colaterais

A homeopatia tem alcançado cada vez mais adeptos em todo o mundo graças a sua ampla difusão dentro da comunidade médica e também nos caminhos da medicina alternativa. Por isso, diversas famílias e linhas da área da saúde buscam remédios para curar as doenças e enfermidades mais simples, sem necessariamente apelar para a usual alopatia da indústria farmacêutica.

O oscillococcinum é um remédio homeopático muito utilizado especialmente em crianças para situações de resfriado, gripe e também para reações sintomáticas que esses males podem causar. Sendo uma alternativa interessante aos remédios comuns e bastante difundida no mercado, é importante saber Como tomar oscillococcinum, além de conhecer seus principais benefícios e também os efeitos colaterais que este elixir homeopático pode causar. Continue lendo esse artigo do umCOMO para saber mais.

Oscillococcinum - homeopatia: para que serve?

Homeopatia - o que é?

Primeiramente, antes de falarmos do oscillococcinum como remédio em si, falaremos de toda a área da homeopatia. A homeopatia surgiu nos anos finais do século 18 na Alemanha através da seguinte lógica: um princípio ativo que causa determinados sintomas diluído em pequenas doses pode anular este sintomas. Ou seja, a lógica é similar a da vacina. Através de um princípio ativo que em grandes quantidades causaria febre, a homeopatia, diluindo esse princípio ativo, consegue tirar a febre da pessoa. Apesar de ser bastante aceita por parte da comunidade médica, diversos setores da sociedade e especialmente da academia e da ciência duvidam da eficácia real destes remédios, que geralmente não passam por exames laboratoriais e pelo teste de cientistas.

Oscillococcinum - para que serve?

O oscillococcinum é uma alternativa homeopática, principalmente vendida no Brasil pela transnacional Boiron, mas também por outras companhias, cujo princípio ativo é o anas barbariae hepatis et cordis extractum 200k, basicamente um jeito em latim de dizer "extrato oleoso de fígado e coração de um tipo de pato. Exatamente isso: oscillococcinum é óleo de coração e de fígado de um patinho. Estranho, não é?

De qualquer maneira, o oscillococcinum é um remédio utilizado para gripes, febres, dores de cabeça, coriza e outros sintomas que os comuns resfriados de meio de ano acabam causando na gente. Na bula do remédio oscilloccinum, a descrição é que o remédio é recomendado para prevenção de "estados gripais", quaisquer estes sejam.

Dica: Nosso artigo Como tratar a gripe pode ser interessante para quem deseja boas dicas para tratamento dessa doença tão comum.

Oscillococcinum: posologia

Nas doses recomendadas na bula do remédio oscillococcinum, a posologia indicada ao paciente que apresente início de sintomas gripais ministre uma dose via oral periodicamente a cada 6 horas, durante dois ou três dias. Se a gripe está constatada e diagnosticada, a recomendação é que se tome uma dose durante a noite e uma durante o dia, sendo assim, duas doses diárias separadas por 12 horas. Se você deseja tomar oscillococcinum a fim de prevenir que a gripe te ataque em momentos inoportunos, tome uma dose por semana de Abril até Junho, de maneira que, segundo o que diz a bula e empresa que produz o medicamento, você estará prevenido de gripes no inverno, período que vai de julho a setembro. Não ministre as doses de oscillococcinum em via não-oral. Não injete, use como supositório ou inale essas substâncias.

Como dar oscillococcinum para bebê?

Se você deseja dar oscillococcinum para seu bebê graças à recomendação médica, a posologia é a mesma que a de um adulto. Não existe recomendação específica na bula do remédio oscillococcinum para a aplicação do medicamento em crianças, adultos, idosos, sendo assim, sua posologia é a mesma para todas as idades.

Oscillococcinum - efeitos colaterais e prevenções

Atenção, diabéticos e intolerantes à lactose: a composição deste remédio possui sacarose e lactose, ou seja, não sendo recomendado a nenhum dos dois grupos de risco. Grávidas e mulheres lactantes devem consultar seus respectivos médicos antes de tomar, incluindo o seu obstetra, que te dará as mais importantes recomendações acerca desse medicamento.

Não existem efeitos colaterais comprovados de oscillococcinum. No entanto, não existem efeitos quaisquer comprovados sobre esse remédio e de qualquer medicamento homeopático, como publicou um estudo do Conselho de Pesquisa em Medicina e Saúde da Austrália no ano de 2015.1 Ou seja: pense duas vezes antes de gastar seu dinheiro nesses remédios.

Leia também nossos outros artigos sobre o mesmo tema:

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como tomar oscillococcinum - posologia, contra-indicações e efeitos colaterais, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Referências
  1. https://www.nhmrc.gov.au/guidelines-publications/cam02
Comentários (0)

Escrever comentário sobre Como tomar oscillococcinum - posologia, contra-indicações e efeitos colaterais

O que lhe pareceu o artigo?

Como tomar oscillococcinum - posologia, contra-indicações e efeitos colaterais
Como tomar oscillococcinum - posologia, contra-indicações e efeitos colaterais