Partilhar

Como tratar a dermatite esfoliativa

Por Nicolas Santos. Atualizado: 20 janeiro 2017
Como tratar a dermatite esfoliativa
Imagem: medicinanet.com.br

A dermatite esfoliativa, clinicamente conhecida como eritrodermia é um tipo de dermatite que causa, no geral, descamações e vermelhidão da pele. Costuma afetar grandes áreas do corpo como braços inteiros, pés e pernas, peito e costas, por exemplo. Geralmente a dermatite esfoliativa é causada por outros problemas crônicos que afetam a pele como o eczema e psoríase, mas também pode ser estimulado pelo abuso de medicamentos penicilínicos ou barbituricos.

Para tratar a dermatite esfoliativa é necessário o internamento do paciente em um hospital com um dermatologista a observar e orientá-lo. Neste artigo, umComo te explica como tratar a dermatite esfoliativa.

Também lhe pode interessar: Como tratar a dermatite herpetiforme

Sintomas da dermatite esfoliativa

A dermatite esfoliativa é geralmente causada por uso de medicamentos, mas além disso possui alguns sinais e sintomas que incluem:

  • Febre;
  • Sensação de frio devido à perda de calor nas zonas afetadas, também influenciada pela;
  • Perda de pelos dos locais afetados;
  • Vermelhidão e irritação da pele;
  • Formação de crostas na pele;
  • Inchaço dos gânglios linfáticos.

A dermatite esfoliativa pode ser considerada como uma doença grave, pois deixa o corpo muito vulnerável a infecções. Por agredir o tecido da pele, que usualmente nos protege de agentes nocivos ao corpo humano, faz com que os microrganismos possam muito mais facilmente atravessar as nossas defesas e chegar aos tecidos internos do corpo, causando graves tipos de infecção.

O diagnóstico e tratamento da dermatite esfoliativa precisam ser realizados com urgência para diminuir a probabilidade de contrair uma infecção, estas, podem levar ao óbito. Veja agora como é realizado o tratamento da dermatite esfoliativa.

Como é o tratamento da dermatite esfoliativa

O tratamento da dermatite esfoliativa, quando iniciado o quanto antes, é geralmente iniciado logo no pronto socorro assim que os sintomas foram identificados.

É da natureza do tratamento que o paciente necessite ficar internado durante o tempo mínimo de 3 dias, com medicamentos e líquidos injetados na veia. A correta administração do oxigênio também é necessária. O médico responsável pelo tratamento da dermatite esfoliativa no paciente também pode indicar:

  • Evitar, ao máximo, tomar banhos muito quentes. O banho deve ser realizado de preferência com água fria;
  • Utilizar antibióticos como o Ciprofloxacino e Amoxicilina, medicamentos conhecidamente eficazes no combate de infecções;
  • Aplicação de cremes emolientes para hidratar a pele e reduzir a descamação destas camadas;
  • Aplicar cremes corticoides como Dexametasona e Betametasona, cerca de 3 vezes ao dia para ajudar a reduzir coceiras e sensação de queimação na pele;
  • A alimentação deve ser rica em proteínas, incluindo carne de frango, feijão e ovos por exemplo. Uma vez que as dermatites no geral causam grande perca de proteínas.

Para além disso, quando a causa específica da dermatite esfoliativa é identificada o médico pode indicar um outro tratamento, vistando a eficiência. Como no caso onde o problema é causado pela administração de um medicamento, este pode ser substituído por outro.

Veja também:

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como tratar a dermatite esfoliativa, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário sobre Como tratar a dermatite esfoliativa

O que lhe pareceu o artigo?

Como tratar a dermatite esfoliativa
Imagem: medicinanet.com.br
Como tratar a dermatite esfoliativa

Voltar ao topo da página