menu
Partilhar

Sensação de desmaio ao dormir, o que pode ser?

Sensação de desmaio ao dormir, o que pode ser?

Dormir bem é o grande segredo para ter uma boa qualidade de vida. Dormindo no mínimo oito horas por dia e tendo um sono de qualidade, além de conseguirmos ter o descanso adequado, contribuímos para a melhora do funcionamento do metabolismo e prevenimos doenças crônicas. No entanto, alguns distúrbios e transtornos que afetam o sono podem ser grandes dificultadores para que consigamos dormir com tranquilidade.

Pacientes com síndrome do pânico usualmente relatam uma sensação de desmaio ao dormir, o que pode ser? É possível controlar e até mesmo acabar com essa sensação? No artigo de hoje, umCOMO reuniu essas e mais informações sobre o caso. Continue lendo!

Também lhe pode interessar: O que comer para dormir melhor

O que é a síndrome do pânico?

A síndrome do pânico é um distúrbio psicológico caracterizado por eventuais crises de medo e desespero intensos com receio de que uma coisa ruim aconteça, mesmo sem existir qualquer sinal de perigo ao redor. O corpo do paciente com síndrome do pânico ativa todos os sinais de defesa, no entanto, é difícil dizer porquê há essa reação mesmo em situações que não representem nenhum tipo de perigo.

As causas do aparecimento da síndrome são desconhecidas pela ciência, mas alguns fatores podem ajudar a desencadear o quadro da doença, como genética e estresse. Além disso, a síndrome do pânico afeta mais as mulheres do que os homens, e é comum que o paciente tenha passado por algum trauma que seja determinante para que a doença comece a se desenvolver. Esse trauma pode ser um abuso sexual, um acidente, morte ou adoecimento de alguma pessoa próxima ou quaisquer outras mudanças bruscas de vida. Apesar do traço genético, é comum que algumas pessoas apresentem síndrome do pânico mesmo sem histórico familiar.

O tratamento é feito com o uso de remédios psiquiátricos controlados, mediante prescrição do especialista e é fundamental que o paciente também faça acompanhamento psicológico. As crises, no entanto, podem aparecer em qualquer situação - até mesmo dormindo.

Sintomas da síndrome do pânico

O principal sintoma diário da síndrome do pânico é o mal-estar constante. Isso porque é impossível prever quando será a próxima crise, o que gera uma insegurança tão grande no paciente que acaba por comprometer a sua qualidade de vida.

Sintomas mentais da síndrome do pânico incluem:

  • palpitações, sudorese e ritmo cardíaco acelerado tal qual uma taquicardia
  • medo da morte ou de alguma tragédia
  • sensação de impotência e medo de perder o controle
  • sensação de estar fora da realidade
  • formigamento nos pés ou nas mãos
  • sensação de susto constante, pois o enfermo não é capaz de prever quando será a próxima crise

Esses sintomas da síndrome do pânico podem se repetir à noite na hora de adormecer. A ansiedade noturna pode aparecer sem motivo algum. Entretanto, às vezes pequenos fatores como o estresse sofrido durante o dia podem acabar desencadeando uma grande crise.

Sensação de morte - o que significa?

Caso você tenha síndrome do pânico, é muito provável que passe por uma crise na hora de dormir, eventualmente. Isso não necessariamente significa que a doença está evoluindo para um quadro mais grave, mas essa é uma afirmação que apenas um médico psiquiatra pode dizer com certeza.

Pacientes relatam os mesmos sintomas da crise de pânico durante o dia, no entanto, o agravante é que o doente costuma acordar assustado e com o coração acelerado, sem saber direito o que está acontecendo e quais os possíveis motivos para essa crise inesperada. Além disso, estar no escuro e no meio da noite podem aumentar a sensação de vulnerabilidade. Existe um grande medo de dormir e morrer (pois é comum que os enfermos relatem o medo da morte) que aparece na forma de sensação de desmaiar ao dormir. É como se, ao deitar-se, o paciente sentisse que não irá levantar novamente.

É difícil dizer porquê isso acontece durante a noite, mesmo quando não estamos pensando, uma vez que já é difícil identificar as causas do aparecimento da síndrome. Uma possível explicação é que o cérebro não desliga quando estamos dormindo. Especialistas indicam que crises de pânicos noturnas podem estar ligadas aos sonhos, mas também não existem muitos estudos conclusivos sobre o caso.

O que fazer para controlar as crises?

Para controlar as crises, é importante pensar: o que te acalma? Pense em tornar o seu dia o menos estressante possível, principalmente próximo à hora de dormir. Tome um banho quente, leia um livro, tome um chá e acenda um incenso de lavanda, por exemplo. Com as crises, as medicações necessárias e a terapia devem ajudar. Além disso, exercícios de respiração também ajudam a acalmar. Confira também essa lista de remédios caseiros para dormir bem que pode ser útil para o seu caso.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Sensação de desmaio ao dormir, o que pode ser?, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Mental.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
A sua avaliação:
Angela
legallll
A sua avaliação:
Diana Nicolas
Ameiiii

Sensação de desmaio ao dormir, o que pode ser?
Sensação de desmaio ao dormir, o que pode ser?

Voltar ao topo da página