Partilhar

Como tratar a congestão cerebral

Como tratar a congestão cerebral
Imagem: saudedavida.com.br

É conhecido como congestão cerebral o acúmulo de sangue no encéfalo e seus meninges que pode ser causado por uma emoção forte, trabalho mental excessivo, doenças febris ou alguma doença infecciosa de tipo grave.A congestão cerebral pode ser permanente ou passageira, em função do que a produza.A pessoa que sofre de congestão tem dor de cabeça, sensação de peso, vertigens, desmaios, zumbidos, brilhos oculares, sonolência ou insônia, envermelhecimento facial súbito ou palidez extrema, intestino preso ou convulsões, entre outros sintomas.A seguir contamos para você como tratar a congestão cerebral.

Vai precisar de:
Também lhe pode interessar: Como tratar a claustrofobia
Passos a seguir:
1

O doente tem que seguir um regime crudívoro, e ao começar a se recuperar tem que mudar sua alimentação para uma dieta ovolactovegetariana, onde deverá fazer de vez em quando um dia de jejum à base de frutas e sucos naturais.

2

Todas as manhãs deve fazer esfregações mornas e atritos secos nas extremidades.

3

Durante as noites, ao se deitar, fazer pedilúvios (banho de pés) com água muito quente com sal e cinzas, seguido de atritos frescos nos pés. Assim conseguirá que os pés reajam e se mantenham sempre quentes.

4

Ao longo do dia, pode tomar um banho de vapor de meio corpo deitado na cama e aplicar cataplasmas de argila na nuca e no crânio.

5

Também é recomendável fazer uma massagem com ambas as mãos simultaneamente, esfregando desde a testa até às clavículas. O percurso a seguir é descendente, esfregando da testa para as têmporas, passando por trás das orelhas e depois na frente delas, passando pelo pescoço, ombros e na frente deles até chegar às clavículas.

6

Quando o paciente sofrer de uma crise congestionante terá que fazer repouso na cama, colocando a cabeça sobre almofadas frescas. O quarto de descanso terá que estar bem ventilado.

7

Durante este período e até que o ataque congestionante não tenha cessado, o paciente não deverá comer nenhum alimento sólido.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como tratar a congestão cerebral, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Mental.

Conselhos
  • Não é recomendável deita-se logo após o jantar.

Escrever comentário sobre Como tratar a congestão cerebral

O que lhe pareceu o artigo?
4 comentários
Maria madalena gomes fernandeses
Meu filho tem 16 anos teve pela primeira vez este ataque causa a morte tem tratamento.
Ida Lucia Macedo
Trabalhei em telefonia durante quase 15 anos. Tive crises de enjoos, vômitos,tonturas,, ansiedade, depressão. Estes sintomas têm se repetido desde então. Como boa parte desta profissão , exerci em mesa telefônica da pré tecnologia, ainda sob forma totalmente de fusíveis elétricos ,gostaria muito de saber se seria possível eu ter sofrido uma congestão cerebral que veio a ser um estado cronico, que ainda hoje me atormenta com os mesmos sintomas. basta uma emoção mais acentuada , uma comida mais pesada,um choque, um susto!!!!!.... Gratidão eterna , e obrigada pelos esclarecimentos. P.S. teria um tratamento ainda, se for decorrência ?
Luciana G Silva
Já fiz Tomografia, Radiografia e nada foi registrado. Porém, sinto uma sensação estranha a bastante tempo do lado direito da cabeça. É como se algo puxasse meus cabelos bem no topo do lado direito, sinto dores de cabeça, muito zumbido, principalmente ao deitar, sinto dores e dormencia em todo corpo, o lado direiro do meu rosto incluido os maxilares doem. A sensação na minha cabeça, no lado direito, é como houvesse levado uma forte pancada! Qual exame fazer? Esses sitomas poderia ser uma congestão cerebral? Muito grata. Luciana
Lucia
como tratar ma ciculacao no cerebro?eh a mesma coisa?

Como tratar a congestão cerebral
Imagem: saudedavida.com.br
Como tratar a congestão cerebral

Voltar ao topo da página