Partilhar

Como tratar a prisão de ventre

Por Sara Viega. Atualizado: 12 junho 2018
Como tratar a prisão de ventre
Imagem: muitox.com.br

Pode ser sinal de prisão de ventre quando as evacuações são pouco frequentes (menos de 3 vezes por semana), duras, ou apresentam ambas características. A evacuação normal varia de pessoa para pessoa. As causas da prisão de ventre são muitas, mas o tratamento é similar na maioria das vezes, especialmente se sua origem não representa uma doença grave. De seguida, em umComo.com.br damos alguns conselhos para saber como tratar a prisão de ventre.

Também lhe pode interessar: Como tratar da prisão de ventre em crianças
Passos a seguir:
1

Todo paciente com prisão de ventre de etiologia funcional deve seguir um tratamento sintomático.

2

Recomenda-se uma dieta rica em fibras e atividade física. Pode aumentar o consumo de fibras através d a ingestão de frutas com casca, vegetais de folha, cereais integrais. Uma estratégia eficiente é ingerir farelo de trigo.

Dica: Acesse esse artigo e descubra qual o melhor laxante natural: opções saudáveis e seguras!

3

Tem que eliminar toda a medicação que não for essencial e que possa interferir com o movimento intestinal.

4

Deve tomar líquido para combater a prisão de ventre. A água dilata o estômago, algo que acaba estimulando os movimentos intestinais. A consistência da matéria fecal relaciona-se de maneira inversa com o conteúdo de água.

5

As pessoas devem dedicar tempo à evacuação intestinal. O ideal é fazê-lo após o café da manhã, já que os movimentos intestinais são maiores nesse momento.

6

Quase todos os laxantes são inapropriados para o uso crônico, à excepção dos produtores de volume de matéria fecal.

7

O exemplo mais conhecido de laxante produtor de volume é o psyllium. Na maioria dos casos são eficientes e seguros. A dose é de 2 colheres de chá ou 2 comprimidos por dia. O efeito laxante começa após 24 horas. Deve ser consumido com muita água (250 ml a cada 2 colheres de chá).

8

Outros exemplos de laxantes produtores de volume são o policarbófilo de cálcio, em dose de 2 a 8 comprimidos por dia, e o polietilenglicol, em doses de 2 sachês por dia.

9

Os laxantes estimulantes ou irritantes aumentam a motilidade intestinal. Alguns exemplos são: fenolftaleína, bisacodilo e cassia angustifolia. O uso de laxantes estimulantes ou irritantes deve ser evitado.

10

Os laxantes osmóticos não são recomendáveis por seus efeitos adversos, altos custos e por serem precisas 48 horas para começar a atuar.

Sugestão: 4 Técnicas salvadoras para conseguir fazer o ~número 2~

11

Os agentes amolecedores são laxantes bem tolerados, mas seu uso crônico pode interferir na absorção intestinal.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como tratar a prisão de ventre, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Conselhos
  • Alguém que tiver uma evacuação semanal não deve receber tratamento se isto não representar um problema.
  • Não deve abusar dos laxantes irritantes ou terá que suspendê-los.

Escrever comentário sobre Como tratar a prisão de ventre

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Conceição Cecchi
Prisão de ventre é a mesma coisa que Gases? Tenho sempre gases e tenho intestino preso.Ja usei o Psysllium mas era umas sementinhas.

Como tratar a prisão de ventre
Imagem: muitox.com.br
Como tratar a prisão de ventre

Voltar ao topo da página