Partilhar

Como tratar acne vaginal

 
Por Paula Cassandra. Atualizado: 28 setembro 2017
Como tratar acne vaginal

Muitas vezes, uma espinha na região vaginal é confundida com um pelo encravado, mas por se tratar de acne é possível usar algumas receitas caseiras para fazer com que ela desapareça sem causar complicações. Para saber como tratar acne vaginal confira as dicas que o umComo.com.br reuniu sobre o assunto e resolva o problema de forma simples e saudável.

Também lhe pode interessar: Como tratar a atrofia vaginal
Passos a seguir:
1

Espinhas podem ocorrer na região íntima também, como nas demais partes do corpo, porque no local existem as glândulas sebáceas comuns a toda a pele. Assim, quando os poros da pele estão bloqueados por causa de partículas de sujeira, mesmo que muito pequenas, o suor comum que sai da pele não consegue se liberar e, assim, forma uma espinha genital. Por isso, manter a boa higiene é fundamental, inclusive, nos dias mais quentes, quando o suor é maior.

2

Para evitar a acne vaginal é indicado ainda o uso de calcinhas de algodão, pois esse tecido permite à pele transpirar, ao contrário dos tecidos sintéticos que deixam a pele abafada. Mesmo que a região seja higienizada de modo adequado, ainda assim podem aparecer as espinhas na vagina, inclusive, nos lábios vaginais, por outras razões, como as mudanças hormonais que são comuns de ocorrer durante a puberdade, a gestação e a menopausa. Nesses períodos a produção de sebo pelas glândulas é maior.

Como tratar acne vaginal - Passo 2
3

Até mesmo alergia a alimentos, cardápio inadequado e o estresse são outras razões para a espinha vaginal surgir. Embora não seja o mesmo problema, um pelo encravado na região íntima também pode causar uma espinha na vagina, já que o folículo inflamado fecha o poro da pele. Já para tratar acne vaginal é possível usar algumas receitas caseiras bem simples, como o óleo de lavanda, que possui propriedades antissépticas e ajudam o sistema circulatório a funcionar melhor, assim, evita que a espinha infeccione e ajuda a desbloquear o poro.

4

Para usar o óleo de lavanda na espinha vaginal basta molhar um cotonete com a substância e aplicá-la sobre a espinha, em torno de quatro vezes por dia, até que a acne desapareça. Também é possível usar o óleo de árvore do chá, conhecida ainda como melaleuca, que possui, além de propriedades antissépticas, benefícios antibióticos e antifúngicos. Assim, é eficiente no tratamento de diferentes infecções, evitando que a espinha na vagina se complique. Para surtir efeito siga as mesmas recomendações da dica anterior.

Como tratar acne vaginal - Passo 4
5

No entanto, melhor do que tratar é prevenir e assim outras dicas para não ter acne na vagina consistem em ter uma alimentação saudável, usar sabonete neutro para lavar a área vaginal e evitar depilar toda a região íntima. Além disso, ao raspar os pelos, o melhor é que, independente do método utilizado, a depilação seja feita na direção do pelo. As calcinhas e calças mais adequadas são as menos justas e, durante a menstruação, é necessário trocar o absorvente com alguma regularidade.

6

Além disso, é importante evitar o uso cotidiano de protetor de calcinha quando não se está menstruada e não ficar cutucando ou coçando a espinha na vagina. Se a acne vaginal aparecer com frequência ou se você estiver na dúvida se é realmente uma espinha ou uma ferida ou outro tipo de lesão não se demore em consultar um especialista, pois pode ser sinal de um problema grave de saúde.

Veja também: Como tratar a bartolinite

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como tratar acne vaginal, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.

Escrever comentário sobre Como tratar acne vaginal

O que lhe pareceu o artigo?

Como tratar acne vaginal
1 de 3
Como tratar acne vaginal

Voltar ao topo da página