Partilhar

Como tratar o estresse pós-traumático

Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como tratar o estresse pós-traumático

O estresse pós-traumático é uma condição que aparece depois de ter vivido uma situação assustadora e paralisante, e que gerou sentimentos de intenso medo, impotência e ansiedade. Estas situações podem relacionar-se com desastres naturais, como terramotos e furacões até àquelas situações cotidianas, como doenças, roubos, acidentes e incêndios. Passar por estresse pós-traumático é bastante comum, embora poucas pessoas sejam conscientes disso. Quem passa por esta condição costuma ter medo de que o acontecimento volte a acontecer, ter pesadelos, pensamentos aterrorizantes que não consegue controlar, irritabilidade e dificuldade em se concentrar. Todos estes sintomas são normais sob esta condição e podem-se reverter com um tratamento adequado e o apoio de quem mais gostam.

Também lhe pode interessar: Como prevenir o estresse
Passos a seguir:
1

Peça ajuda. É importante consultar um médico para um diagnóstico adequado. Será ele quem lhe indicará o tratamento médico apropriado a seguir para tratar o estresse pós-traumático, e no caso de ser necessário medicação, qual é o medicamento indicado para si.

2

Apoio e acompanhamento. As pessoas que sofrem de estresse pós-traumático precisam do apoio dos seus familiares e seres queridos para poder suportar a situação. É importante poder falar com eles e sentir-se apoiado. Fale com eles sobre como se sente e como vive esta situação.

3

Relaxamento. Trate de aprender técnicas de relaxamento e respiração. Isto ajudará a acalmar a ansiedade e a diminuir o intenso estado de alerta. O ioga e o Tai Chi são técnicas bastante recomendadas para estes casos.

4

Evite o estresse. Durante estes períodos trate de evitar situações estressantes, deve tratar de manter a maior tranquilidade possível. Trate de realizar todas as atividades com moderação, inclusive o trabalho. É importante descansar quando sentir que está alcançando um ponto de estresse.

5

Hábitos saudáveis. Tem que implementar hábitos que contribuam para uma melhor qualidade de vida. Uma boa alimentação, a realização de atividades criativas, o exercício e um bom descanso, são a chave para vencer esta situação. Recomenda-se que se realize diariamente exercício, durante pelo menos 30 minutos.

6

Pense positivo. Este é apenas um momento da sua vida que passará. Deve manter as forças e tratar de enfrentar da melhor forma possível esta situação. Lembre-se que o estresse pós-traumático pode-se superar, precisa apenas de ter um pensamento positivo.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como tratar o estresse pós-traumático, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Mental.

Conselhos
  • Para tratar o estresse pós-traumático consulte um médico.

Escrever comentário sobre Como tratar o estresse pós-traumático

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
luís miguel
ajudou-me razoávelmente, tenho de pressão cronica, luís. tenho vivido momentos muito dificeis nesta minha vida... também tenho epilepsia, em que a neurologista não sabe a causa. também tive poc, perturbação obssesiva compulsiva, na qual sofri muito e gastei muito dinheiro com as obssesões... alguem com o mesmo problema que pe meu e que queira conversar eu dou o meu número de telemovél: ##########. tenho 39 anos e já sofro desde a infancia, tomo farmacos e, não consigo me livrar dele. os sentimentos que tenho desta doença são horriveis. quando vou ao psiquiatra noto na cara dele que, tratasse de uma doença crónica e que não tem cura e, receita medicamentos. tive e tetou farto de viver este mundo e, ando ainda cá por causa de Deus meu pai Jeová, que sinto que me ajuda muito a viver o dia a dia... vai-se vivendo um dia de cada vez, uns bons outros com mais dificuldade... a poc já ultrapassei, mas tenho outros transtornos que não consigo ultrapassar, é muita ansiedade... até a minha propria sexualidade me perturba, não consigo aceitar e, já penso que ela é outra doença... tive uma genetica, o que vem da minha mãe e antepassados; uma genética que me tramou nesta vida... mas sinto que em breve tudo isto vai terminar... Jeová Deus vai por fim a este mundo podre e, irá terminar com tanta dor...

Como tratar o estresse pós-traumático
Como tratar o estresse pós-traumático

Voltar ao topo da página