Partilhar

Fezes pastosas são normais? - Aprenda a analisar o cocô

 
Por Nathália Oliveira. Atualizado: 1 julho 2018
Fezes pastosas são normais? - Aprenda a analisar o cocô

Nem sempre. É preciso considerar fatores como cor, consistência e cheiro para saber se elas significam problemas de saúde. As fezes são um importante meio de identificar problemas na saúde - afinal, o bolo fecal é o resultado de tudo que se come. Através delas, é possível apontar diversas informações sobre a nossa saúde. Características das fezes como consistência, cor e cheiro contam detalhes fundamentais para entender a qualidade do que estamos comendo e se há alguma anormalidade no sistema digestivo.

Neste artigo do umCOMO, falaremos a respeito da características das fezes, o que é possível deduzir a partir delas e como tentar melhorar o aspecto do bolo fecal a partir de cuidados simples. Se você está se perguntando se fezes pastosas são normais, por exemplo, não deixe de ler.

Cor das fezes e o significado no seu estado de saúde

Fezes marrons

Independente da tonalidade, indicam normalidade. A cor é marrom pela ação da bilirrubina (substância presente na bile) e das bactérias intestinais, juntas, se transformam em estercobilina - que dá o tom normal das fezes. Quando as fezes marrons estão ligeiramente mais escuras, é um indicativo de que o bolo fecal passou tempo demais no trato digestivo - mas não caracteriza nenhum tipo de enfermidade.

Às vezes, a cor das fezes pode ser alterada de acordo com o que comemos. Vinho e beterraba são alguns exemplos de comida que podem deixar as fezes um pouco mais escurecidas, mas que não indicam anormalidade alguma.

Fezes esverdeadas

Indicam que o bolo fecal passou rápido demais pelo intestino, dessa forma, a ação conjunta da bilirrubina e das bactérias intestinais não foi possível para que as fezes ganhem seu tom normal. Existem dois principais motivos distintos para que isso ocorra: o primeiro é uma alimentação rica em vegetais; e a coloração desaparece logo que o bolo fecal é expelido. Não indica nenhuma doença. O segundo é a diarreia, pois, com a evacuação rápida, também não há tempo para que as fezes sejam escurecidas. Em nosso outro artigo, falamos mais sobre o que significam fezes verdes - quando se preocupar?

Fezes amareladas

São um sinal de alerta! Significa que algo de atípico está acontecendo em seu corpo, e o mais recomendado é procurar um médico o quanto antes. Além de má absorção dos nutrientes e doenças hepáticas, outras causas podem ser giardíase, doença celíaca e cálculos biliares. Uma outra possível explicação é a síndrome de Gilbert, aonde o paciente possui um excesso de bilirrubina no sangue, o que dá o tom amarelado às fezes. É uma condição benigna e que não indica enfermidade alguma.

Se este é o seu caso, sugerimos que procure um médico e se aprofunde com o artigo sobre "Fezes amarelas, causas e tratamentos".

Fezes esbranquiçadas

Indicam ausência de bílis. É indispensável consultar um médico nessas situações, pois essa condição é causada por algum problema no fígado, no pâncreas ou na vesícula. Possíveis causas são hepatite alcoólica, cirrose biliar, cistos das vias biliares, cálculos biliares e tumores benignos ou malignos no fígado. Além disso, para alguns exames radiográficos é necessário ingerir uma pequena quantidade de bário, que causa o esbranquiçamento das fezes. Alguns remédios para o tratamento da diarreia também causam essa condição.

Fezes pretas ou avermelhadas

Indicam presença de sangue, mas existem diferenças. No caso das fezes pretas, a causa mais provável é uma hemorragia do trato digestivo superior (esôfago, estômago ou intestino delgado).

Já as fezes avermelhadas indicam hemorragia do trato digestivo inferior (intestino grosso, reto ou ânus). Às vezes, o tom avermelhado pode ser causado por hemorroidas ou fissura anal. Outras causas possíveis são colite ulcerativa, isquemia intestinal, câncer de cólon, tumores (não necessariamente cancerígenos) e enfermidade de Crohn, doença de causa desconhecida que causa perda de peso, fezes ensanguentadas, cólicas, vômitos, febre, anemia, dores e inchaços nas articulações e feridas na pele. Veja mais em "Quais são os sintomas da doença de Crohn?".

Consistência: tipos de fezes

A consistência das fezes indica o quanto elas demoraram para serem evacuadas. É por isso que, em casos de diarreia, as fezes tendem a obter uma consistência mais pastosa a líquida, e, em casos de prisão de ventre, as fezes ficam mais endurecidas. Fezes que demoram a sair tendem a ter a sua água reabsorvida pelo organismo, ficando, assim, ressecadas.

A consistência ideal das fezes deve ser firme, mas macia e maleável, de forma que passe pelo canal do ânus sem machucar.

Em casos de fezes pastosas, alguns pontos devem ser considerados. De maneira geral, indicam que a matéria fecal passou de maneira muito rápida pelo intestino, e a água não teve tempo de ser absorvida.

Fezes pastosas e amarelas costumam aparecer em casos de intoxicação alimentar. Fezes pastosas e escuras podem indicar presença de úlceras no estômago, varizes esofágicas ou até mesmo câncer no estômago ou no intestino.

Sugestão: Pontinhos pretos nas fezes, o que podem ser? - Causas comuns

Mau cheiro das fezes

É claro que o odor das fezes não é um dos mais agradáveis, mas a intensidade desse odor pode variar de acordo com o que comemos e com a saúde do trato digestivo.

O odor forte pode ser indicativo de inflamações ou infecções causadas por uma digestão incompleta dos alimentos. Em contrapartida, alimentos condimentados ou o consumo excessivo de carne pode acentuar ainda mais o odor fétido das fezes. Fezes com cheiro butírico indicam grave problema no sistema digestório, uma vez que o ácido butírico é altamente irritante para os olhos, mucosas, aparelho respiratório e aparelho intestinal. Causa irritação, náuseas, vômitos e queimaduras.

Sugestão: Fezes esfarelando, o que pode ser? - Causas + sintomas

Fezes pastosas em animais

Fezes pastosas em cachorros

Esse é um sintoma variável e que, em alguns casos, caso não ocorra com frequência, pode ser considerado dentro da normalidade. Porém, as suspeitas são infecções, viroses, diabetes, parasitoses, intoxicações, envenenamentos, doenças renais ou hepáticas, pancreatites e até mesmo câncer.

Veja mais em: Por que meu cachorro come as próprias fezes?

Fezes pastosas em gatos

Causas possíveis que explicam o aparecimento de gatos são alterações adaptativas à mudanças na dieta, alergias ou intolerâncias alimentares, doenças inflamatórias intestinais, colite ulcerativa, hipertireoidismo, viroses ou parasitoses intestinais, doença pancreática ou câncer.

Sugestão: Remédios caseiros para diarreia em gatos

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Fezes pastosas são normais? - Aprenda a analisar o cocô, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário sobre Fezes pastosas são normais? - Aprenda a analisar o cocô

O que lhe pareceu o artigo?

Fezes pastosas são normais? - Aprenda a analisar o cocô
Fezes pastosas são normais? - Aprenda a analisar o cocô

Voltar ao topo da página