Partilhar

Como funcionam os anti-histamínicos

Por Redação umCOMO. Atualizado: 18 março 2020
Como funcionam os anti-histamínicos
Imagem: health.howstuffworks.com

Durante a primavera aumenta bastante o número de pacientes com alergia, e por isso os anti-histamínicos se transformam em um dos grupos de medicamentos mais vendidos pois são uma das melhores alternativas para combater os sintomas deste problema tão incômodo. Seu efeito sobre o corpo alivia o mal-estar produzido pelo alergênico, ajudando-nos a realizar as tarefas diárias com o menor número de incômodos possível. Mas como funcionam os anti-histamínicos?De que forma nos ajudam a sentir melhor? Em umComo.com.br explicamos para você.

Também lhe pode interessar: Como tratar da rinite alérgica crônica
Passos a seguir:
1

As alergias produzem sintomas incômodos que são difíceis de ignorar, como irritação nos olhos, mucosidade líquida que congestiona o nariz e coceira na área. Estes sinais são próprios da rinite alérgica, e são os principais incômodos que os anti-histamínicos combatem, com a facilidade de melhorar a qualidade de vida do paciente e fazer com que esta condição impacte da menor forma possível em sua vida diária.

2

Quando nosso corpo entra em contato com um elemento alergênico (pólen, ciprestes, gramíneas, pó, etc.) libera histamina, um elemento químico que é parte da resposta do nosso sistema imunológico para se defender de "invasores" e indicar que algo está errado. O processo de liberação de histamina é o responsável por desencadear os sintomas típicos da alergia.

3

Os medicamentos anti-histamínicos foram criados para bloquear a resposta da histamina perante um organismo que produz alergia, reduzindo os sintomas deste problema e permitindo ao paciente aliviar seu mal-estar.

4

Existem diferentes tipos de anti-histamínicos: alguns ajudam apenas a aliviar os sintomas da rinite alérgica, enquanto outros atuam também sobre reações alérgicas tópicas produzidas por algum alimento ou picada. Além disso, existem medicamentos disponíveis sem necessidade de receita médica, enquanto outros devem ser adquiridos com receita.

5

Um dos principais efeitos secundários da maioria de anti-histamínicos sem receita (e de alguns com receita também) é a sensação de sono. Por isso, recomenda-se realizar o tratamento antes de dormir, pelo menos durante os primeiros dias até que o corpo se acostume à dose. É fundamental ler sempre as instruções do medicamento e consultar seu médico ou farmacêutico se tiver qualquer dúvida a respeito.

6

Além da medicação, evitar as alergias na primavera ou em outra época do ano é possível, mas requer um controle por parte do paciente para se manter afastado dos alergênicos que causam o mal-estar. Se estiver seguindo um tratamento com anti-histamínicos lembre-se da importância de ser constante e seguir as instruções do seu médico ou farmacêutico, pois esta é a melhor forma de combater os sintomas da alergia e aliviar o mal-estar.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como funcionam os anti-histamínicos, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Como funcionam os anti-histamínicos
Imagem: health.howstuffworks.com
Como funcionam os anti-histamínicos

Voltar ao topo da página