Partilhar

Como interpretar um hemograma completo

 
Por Márcio Menino. Atualizado: 8 fevereiro 2017
Como interpretar um hemograma completo

Num artigo do umComo anterior explicamos o que é um hemograma. Desta vez não estamos aqui para dizer o que é mas como interpretar um hemograma completo. Sendo que normalmente os exames são feitos para que o médico compreenda os valores neles inseridos, nessas alturas a nossa curiosidade toma controle e assume a liderança. Abrimos o exame e olhamos para ele sem saber sequer o que significa cada nome e cada valor e espaço de intervalo entre cada número. Para saber o que significa basta continuar a ler este artigo do umComo.

Também lhe pode interessar: Como interpretar uma análise de sangue

Valores de Eritrograma ou Série Vermelha

Os valores do eritrograma são referentes à quantidade de glóbulos vermelhos e à concentração de hemoglobina. Nunca é demais lembrar que são eles os responsáveis pelo transporte de oxigênio para todo o nosso organismo. O eritrograma está dividido normalmente em:

  • Hemácias - que são os nossos glóbulos vermelhos, a sua quantidade acaba por variar consoante a idade e o sexo da pessoa. Além disso quando o número é menor que o intervalo apresentado pode indicar a existência de uma anemia (pouca produção de glóbulos vermelhos), se os valores forem superiores ao indicado no intervalo poderemos estar presentes uma policitemia, em que a velocidade de circulação diminui porque o sangue se torna mais espesso.
  • Hemoglobina - é a proteína responsável por dar a cor vermelha às hemácias, e grande responsável pela condução de oxigênio, quando esta se apresenta com níveis baixos a pessoa apresenta palidez, falência de órgãos por falta de oxigênio e o sangue descolorado.
  • Hematócrito - refere-se à porcentagem de glóbulos vermelhos relativamente ao volume de sangue. Números baixos podem indiciar uma possível anemia enquanto que o contrário uma policitemia.
  • Os outros três nomes indicam a compreender o tamanho dos glóbulos vermelhos (VCM - Volume Corpuscular Médio), o peso dos mesmos (HCM - Hemoglobina Corpuscular Média) e a densidade do glóbulo vermelho relativamente à hemoglobina presente (CHCM - Concentração de Hemoglobina Corpuscular Média).

Importa referir que geralmente esses nomes vêm com um número associado em frente que indica o resultado do hemograma relativamente àquele marcador, seguidos do intervalo onde supostamente deveria estar. Se o número de cada marcador estiver dentro desse intervalo pode ficar descansado. No entanto deve sempre confirmar com o seu médico visto que ele é o especialista da matéria.

Como interpretar um hemograma completo - Valores de Eritrograma ou Série Vermelha

Valores de Leucograma ou Série Branca

A série branca ou leucograma é aquela que diz respeito aos glóbulos brancos. Os nossos maiores defensores contra as infeções e vírus. Para conseguir interpretar o leucograma temos de perceber para o que estamos olhando. Tal como no eritrograma existem intervalos para perceber se o número referente a cada parâmetro está dentro do aceitável medicamente. E está dividido em:

  • Leucócitos - é o número total presente no sangue. Quando os valores são elevados podemos estar sofrendo de uma infeção, ou outras doenças. Se for menos que o normal então podemos estar presentes a uma depressão da medula óssea, vírus ou uma reação tóxica. Para os leucócitos existem 5 categorias.
  • Basófilos - normalmente o valor é menos que 1%, maior indica que está sobre um processo alérgico.
  • Neutrófilos - a mais encontrada em adultos, um número elevado pode significar uma infeção bacteriana ou viral.
  • Eosinófilos - se passar o normal pode dizer que estamos sofrendo de parasitas ou alergias.
  • Linfócitos - esta é maioral em crianças, se for nos adultos pode indicar infeção viral ou muito raramente, leucemia.
  • Monócitos - em níveis elevados podem significar infeções virais. No entanto os números podem sofrer alterações com a quimioterapia.
Como interpretar um hemograma completo - Valores de Leucograma ou Série Branca

Plaquetas e sua Contagem

A função principal das plaquetas é a coagulação do sangue, são fabricadas pela medula óssea e se houver uma súbita queda do número de plaquetas podemos estar perante uma dengue hemorrágica. As plaquetas são as responsáveis pela cicatrização das feridas.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como interpretar um hemograma completo, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário sobre Como interpretar um hemograma completo

O que lhe pareceu o artigo?

Como interpretar um hemograma completo
1 de 3
Como interpretar um hemograma completo

Voltar ao topo da página