menu
Partilhar

Cymbalta - Indicações, uso e efeitos

Cymbalta - Indicações, uso e efeitos
Imagem: drugdevelopment-technology.com

Cymbalta é um medicamento cujo princípio ativo é o cloridrato de duloxetina. O Cymbalta é um medicamento antidepressivo que atua diretamente no sistema nervoso central, ajudando a amenizar os sintomas da depressão. Para além disso, ele também ajuda a melhorar os sintomas de pacientes com dor neuropática diabética. Se lhe foi receitado Cymbalta e quer saber tudo sobre este antidepressivo, em umComo vamos lhe fornecer informações acerca das indicações, posologia e efeitos colaterais do Cymbalta.

Também lhe pode interessar: Lexapro - Indicações, uso e efeitos

Indicações

Cymbalta é indicado para o tratamento de transtorno depressivo maior, dor neuropática diabética, fibromialgia e transtorno de ansiedade generalizada. A substância ativa do medicamento, o cloridrato de duloxetina, atua como sendo um inibidor da recaptação de serotonina e noradrenalina. Este medicamento só deve ser utilizado por maiores de 18 anos, não tendo sido avaliado o seu uso em crianças.

Posologia

As doses ideais de Cymbalta devem ser indicadas pelo seu médico e dependendo da condição a tratar. Para o tratamento da depressão, transtorno de ansiedade generalizada e da fibromialgia, a dose inicial recomendada é de 60 mg ao dia, administrada em dose única. Porém, em algumas situações pode ser preferível iniciar o tratamento com 30 mg ao dia, para que o paciente se adapte à medicação. Após uma semana, pode se aumentar então a dose para 60 mg, administrada em dose única. Nos casos de transtorno depressivo maior, pode ser necessário aumentar a dose para além das 60 mg, até um máximo de 120 mg/dia.

Para o tratamento de dor neuropática diabética, a dose inicial recomendada é de 60 mg ao dia, administrada em dose única. Doses mais altas não conferem benefícios adicionais. Em situações em que a tolerância do paciente seja uma preocupação, pode se iniciar o tratamento com doses menores.

O medicamento pode ser tomado com líquido e independentemente das refeições. O seu médico deve realizar uma avaliação periódica, para determinar a necessidade de continuar a usar Cymbalta e a dosagem ideal para o seu caso.

Caso seja necessário realizar uma interrupção do tratamento, deve se reduzir gradualmente a dose, reduzindo a dose diária para metade ou tomando em dias alternados. Esta redução gradual deve ser feita durante 2 semanas até à interrupção completa do medicamento.

Cymbalta - Indicações, uso e efeitos - Posologia
Imagem: knoxricksen.com

Efeitos colaterais

Tal como qualquer outro medicamento, também o Cymbalta pode causar sintomas indesejados. Entre os efeitos colaterais mais comuns encontramos: vômito, diarreia, diminuição de peso, fadiga, sonolência, tontura, tremor, diminuição do apetite, prisão de ventre, visão borrada, aumento da produção de suor, flatulência, insônia, prurido, boca seca, náuseas, diminuição da libido.

Caso apresente algum destes sintomas, informe o seu médico.

Contra-indicações

Cymbalta é contra-indicado em pacientes que apresentem hipersensibilidade ao cloridrato de duloxetina ou a qualquer outro dos componentes da fórmula ou que estejam utilizando Inibidores de Monoamino Oxidase (IMAO). Neste último caso, o uso de duloxetina só deve ser feito após 14 dias da interrupção do tratamento com IMAO. Pacientes com insuficiência renal ou hepática graves também não deverão utilizar Cymbalta.

Durante a gravidez, Cymbalta só deve ser utilizado caso o benefício justifique o risco, algo que deve ser avaliado pelo seu médico. Também não é recomendável amamentar durante o tratamento com este medicamento, pois a substância do Cymbalta pode ser excretada para o leite materno.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Cymbalta - Indicações, uso e efeitos, recomendamos que entre na nossa categoria de Medicamentos e Suplementos.

Conselhos
  • Em caso de superdosagem, o paciente pode apresentar sintomas como convulsões espasmódicas, tremores, náuseas, vômitos, desequilíbrio e diminuição do apetite. Nestas situações, deve ir de imediato até as urgências médicas e indicar a quantidade ingerida.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
SOLANGE BARBOSA TEIXEIRA
TOMEI ESSE REMÉDIO FOI BOM PR O CALOR QUE SENTIA SÓ QUE ME DEU DOR DE CABEÇA E ENJOO QUE DEVO FAZER PR NÃO TER PELO MENOS A DOR DE CABEÇA O ENJOO É PQ TENHO GASTRITE ENTÃO TOMAVA COM BICARBONATO.

Cymbalta - Indicações, uso e efeitos
Imagem: drugdevelopment-technology.com
Imagem: knoxricksen.com
1 de 2
Cymbalta - Indicações, uso e efeitos

Voltar ao topo da página