menu
Partilhar

Lyrica - Indicações, uso e efeitos

Por Vanessa Lopes. Atualizado: 16 janeiro 2017
Lyrica - Indicações, uso e efeitos
Imagem: odsmedical.com

Lyrica é um medicamento de solução oral, cujo princípio ativo é a pregabalina. Este medicamento é utilizado para o tratamento de dor neuropática, epilepsia e em situações de Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG). Lyrica está disponível em embalagens de 75 e 150 mg, com 14 ou 28 cápsulas. De seguida, em umComo vamos lhe explicar as indicações, posologia, efeitos colaterais e outras informações relevantes da Lyrica.

Também lhe pode interessar: Lexapro - Indicações, uso e efeitos

Indicações

Lyrica é indicada para o tratamento de dor neuropática, que pode estar associada a doenças como a diabetes ou até a perturbações do sono, alterações de humor ou fadiga. Para além disso, Lyrica também pode ser utilizada para tratar crises epilépticas parciais, com ou sem generalização secundária. Nestes casos, deve tomar Lyrica em combinação com outro tratamento antiepiléptico. Este medicamento também é indicado para o tratamento do Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG) e fibromialgia. Lyrica é indicado para adultos e, em casos de epilepsia para crianças a partir dos 12 anos de idade.

Posologia

A dose de Lyrica é adaptada à condição a tratar e ajustada consoante a resposta e tolerabilidade do paciente.

Para o tratamento de dor neuropática e epilepsia, a dose inicial recomendada é de 75 mg duas vezes ao dia, sendo a dose máxima de 150 mg/dia. Pode tomar o medicamento com ou sem alimento. Esta dose pode ser depois aumentada para 150 mg duas vezes ao dia ou até 300 mg duas vezes ao dia, fazendo um intervalo de cerca de uma semana entre cada aumento.

Nos casos de Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), a dose inicial recomendada é de 75 mg duas vezes ao dia, sendo a dose máxima de 150 mg/dia. Após uma semana de tratamento com Lyrica, a dose pode ser aumentada para 300 mg/dia. Depois de mais uma semana pode ser aumentada para 450 mg/dia até um máximo de 600 mg/dia, com um intervalo de uma semana entre cada aumento de dose.

Para o tratamento de fibromialgia, a dose inicial é a mesma que nas situações anteriores, sendo que pode ser depois aumentada para 150 mg duas vezes ao dia até um máximo de 450 mg/dia, com um intervalo de uma semana entre cada aumento.

Deve seguir sempre as orientações do seu médico quanto às doses, horários e duração do tratamento com Lyrica. Nunca suspenda o tratamento com o medicamento sem informar o seu médico.

Lyrica - Indicações, uso e efeitos - Posologia
Imagem: pillolepsicologiche.com

Efeitos Colaterais

O medicamento Lyrica pode causar efeitos colaterais, embora não se manifestem em todas as pessoas. Os mais frequentes são:

  • Tonturas;
  • Cansaço;
  • Aumento de apetite e consequente aumento de peso;
  • Vertigens;
  • Boca seca;
  • Prisão de ventre;
  • Vômitos;
  • Insônia e fadiga;
  • Sensação de formigueiro;
  • Letargia;
  • Tremores;
  • Perturbação da atenção;
  • Perda de memória;
  • Dificuldade na ereção;
  • Visão turva ou dupla.

Contra-indicações

Não deve utilizar Lyrica se tiver hipersensibilidade à pregabalina ou a qualquer outro componente da fórmula de Lyrica. Informe o seu médico se apresentar problemas hereditários raros de intolerância a galactose, má-absorção de glicose-galactose, deficiência de lactase de Lapp ou insuficiência cardíaca congestiva grave, como edema ou dificuldade para respirar.

Se está grávida ou em período de amamentação, utilize apenas Lyrica segundo indicação médica.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Lyrica - Indicações, uso e efeitos, recomendamos que entre na nossa categoria de Medicamentos e Suplementos.

Conselhos
  • Caso se esqueça de tomar uma dose de Lyrica, tome assim que se lembrar. Nunca deve tomar uma dose a dobrar para compensar a dose esquecida.
  • Uma superdosagem de Lyrica pode causar sonolência, agitação, inquietude e confusão. Nestas situações, dirija-se de imediato aos serviços de urgência.
  • Nunca suspenda o tratamento com Lyrica, a menos que o seu médico lhe tenha indicado.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
4 comentários
Jamil
Minha mãe com 85 anos não diabética e com demais parâmetros normais, iniciou há 5 dias o tratamento com Lyrica para controle de ansiedade, tomando uma cápsula de 75mg ao deitar.A única reação até agora foi o aparecimento de uma tontura mediana. Como não posso partir a dose ao meio...posso alternar os dias ....dia sim dia não?
Gregorio Frontino Geremias
Eu sempre digo aos amigos que minha doença é "psico-fisico" pois sou afobado em excesso e sofro de contração musculares em todo o corpo. E após um papo com algumas pessoas, tenho que me retirar e descansar, pois chego até me entontar e trancar a respiração, e prejudicar o o batimento do coração... por esse motivo gostaria de saber qual o remédio indicado, e se o remédio "lyrica" serviria pra minha doença ?
Aldezanir Costa oliveira
O remédio lyrica não é para dor intensa?É anti depressivo?Aguardo resposta.
Vanessa Lopes (Editor/a de umCOMO)
Oi Aldezanir, o Lyrica não é um anti-depressivo, ele está indicado para o tratamento de dor neuropática.
Aldezanir costba oliveira
Estou tomando lyrica para tratamento das dores no pescoço e braço d

Lyrica - Indicações, uso e efeitos
Imagem: odsmedical.com
Imagem: pillolepsicologiche.com
1 de 2
Lyrica - Indicações, uso e efeitos

Voltar ao topo da página