Partilhar

Como reconhecer a enxaqueca

Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como reconhecer a enxaqueca
Imagem: bioblogia.com

A enxaqueca é um tipo de dor de cabeça causada por uma atividade cerebral anormal. Ainda não há estudos conclusivos que expliquem qual é a causa originária da enxaqueca, e acredita-se que o ataque começa no cérebro e envolve algumas vias nervosas.

A enxaqueca costuma aparecer em pessoas entre os 10 e 45 anos, é mais comum no sexo feminino (às vezes associada ao ciclo menstrual) e, na maioria dos casos, detectam-se antecedentes familiares. As mulheres que sofrem de enxaqueca têm menos crises durante a gravidez.

Também lhe pode interessar: Causas das enxaquecas
Passos a seguir:
1

A enxaqueca pode ser ou não precedida por uma aura. A aura é o sinal que nos avisa da chegada do ataque de enxaqueca, costuma aparecer entre 10 e 15 minutos antes da dor e às vezes pode chegar a espaçar por 24 horas. A aura costuma manifestar-se com alterações visuais como, por exemplo, a visão confusa, ver linhas em ziguezague ou estrelas, dor ocular, cegueira temporária ou visão em túnel.

2

Depois do possível aparecimento da aura ou antes de perceber uma dor intensa de cabeça, o indivíduo percebe uma dor surda. Isto é, uma dor que pode ser confundida com a cefaleia tensional: a sensação de um peso leve na zona frontal.

Como reconhecer a enxaqueca - Passo 2
Imagem: revistavivasaude.uol.com.br
3

A enxaqueca caracteriza-se por uma dor de cabeça intensa que se localiza, normalmente, em um hemicrânio; mais concretamente na parte posterior da órbita ocular. Costuma ser sempre o mesmo lado da cabeça onde o foco de dor é produzido durante a enxaqueca. Quando o ataque é produzido no indivíduo, ele sente uma dor pulsátil, como se o seu coração batesse na cabeça de uma forma contundente.

4

O episódio de enxaqueca pode chegar a durar entre 6 e 48 horas. Junto a este sintoma, 90% dos pacientes que sofrem com ataques de enxaqueca asseguram o aparecimento de náuseas e vômitos, estes últimos são acompanhados de inapetência.

5

Também é muito comum a sensibilidade à luz e ao som. Por este motivo, quem sofre de enxaqueca refugia-se em quartos escuros e isolados do ruído; ambos ajudam a melhorar a crise.

6

É possível que apareçam outros sinais como os calafrios, sudorese e fadiga. Os sintomas do indivíduo podem ser muito diferentes de uma pessoa para outra, mas costumam se repetir de forma idêntica em uma mesma pessoa.

Como reconhecer a enxaqueca - Passo 6
Imagem: blogdalu.magazineluiza.com.br
7

O tratamento da enxaqueca deve ser prescrito por um médico especialista em neurologia. Os fármacos mais utilizados para tratar estes ataques são:

  • Os triptanes: para tratar a dor.
  • Os antidepressivos: para induzir o sono.
  • Os antieméticos: para eliminar os vômitos.
8

Ainda que o paciente utilize o tratamento indicado, pode ser que suas crises não atenuem e inclusive chegue a sentir a "ressaca" de enxaqueca que se conhece por entorpecimento mental, com dor no pescoço e aumento da necessidade de dormir.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como reconhecer a enxaqueca, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.

Escrever comentário sobre Como reconhecer a enxaqueca

O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
Sara Viega
Olá Stefany! Muito obrigada por essas palavras valeu :)
Stefany
Bem pratico tudo isso.O que tá ajudando muitos é este site aqui

Como reconhecer a enxaqueca
Imagem: bioblogia.com
Imagem: revistavivasaude.uol.com.br
Imagem: blogdalu.magazineluiza.com.br
1 de 3
Como reconhecer a enxaqueca

Voltar ao topo da página