menu
Partilhar

Como saber se estou desidratado

 
Por Juliana Ribeiro. 12 setembro 2022
Como saber se estou desidratado

A água é o principal elemento do corpo humano, pois está presente em 60%-70% de sua composição. A água e os sais minerais (eletrólitos) são essenciais para a vida e para o nosso corpo desempenhar as suas funções vitais. Através da ingestão diária de líquidos e alimentos ricos em água, conseguimos ter o equilíbrio hídrico que precisamos para nos mantermos adequadamente hidratados, mas às vezes esse equilíbrio é quebrado, ou seja, eliminamos mais líquidos do que bebemos e é aí que podem aparecem alguns sintomas que indicam que estamos desidratados. Diante desses primeiros sintomas, é necessário agir imediatamente repondo os líquidos que o corpo demanda, pois a desidratação prolongada pode causar sérios problemas de saúde.

É normal você se perguntar "como saber se estou desidratado?". Às vezes, podemos não estar cientes de que não estamos bebendo água suficiente, por isso neste artigo do umCOMO detalhamos os principais sintomas para que você possa tomar as medidas adequadas.

Também lhe pode interessar: Como saber se estou desidratado

Sede e boca seca

O corpo humano é um mecanismo extraordinário e naturalmente nos alerta para a necessidade de beber líquidos quando é essencial fazer a reposição. Sentir sede é o primeiro sinal de que devemos beber água para interromper o processo de desidratação e suas consequências. Quanto maior a sensação de sede, principalmente se você notar uma boca seca, mais claro é aquele sinal que indica que precisamos beber água o quanto antes.

Urina pouco frequente e escura

Se em algum momento você se perguntar "como saber se estou desidratado", observe o número de vezes que você urina por dia. Um adulto saudável que bebe de 1,5 a 2 litros de água por dia, a quantidade recomendada por instituições como a Organização Mundial da Saúde (OMS) ou a Agência Europeia de Segurança Alimentar (EFSA), urina aproximadamente a cada 3 a 4 horas, uma média indicando um bom equilíbrio hídrico.

Menos frequência para urinar pode ser um sinal de desidratação, especialmente se a urina for de cor escura em vez de amarelo pálido, quase transparente. Nesse sentido, também é importante monitorar a urina dos bebês, já que não molhar a fralda por mais de três horas pode ser um indício de que o pequeno pode estar desidratando.

Pele seca com falta de elasticidade

Nem sempre a pele seca, inclusive com a presença de descamação excessiva, tem causas externas como a ação do sol ou do vento. Também pode ser uma pista para saber se você está desidratado. A falta de água faz com que a pele perca sua elasticidade natural. Tente beliscar um pequeno pedaço de pele no antebraço ou nas costas da mão e veja se ele volta rapidamente à posição. Se este não for o caso e estiver enrugado com uma pitada acentuada, talvez você não esteja adequadamente hidratado.

Você precisará beber água, melhor em pequenas quantidades, mas com mais frequência, e também fará bem em aplicar alguns desses Remédios caseiros para pele seca do corpo.

Como saber se estou desidratado - Pele seca com falta de elasticidade

Cãibras e aumento da temperatura corporal

Estes são dois sintomas de desidratação que ocorrem principalmente após esforço físico significativo que envolve a perda de líquidos e eletrólitos, principalmente através da sudorese e da urina. Após exercícios intensos, não é incomum sentir uma sensação de calor acompanhada de vermelhidão facial, algo que alerta para a necessidade de repor os líquidos perdidos. As cãibras também alertam para a falta de água que os músculos estão exigindo para sua recuperação física após o exercício.

Constipação ocasional

Como indicamos, a água é essencial para que o corpo realize todas as suas funções vitais, incluindo o processo digestivo, desde o seu início, na formação do bolo alimentar, até o seu final, com a expulsão de substâncias residuais pelas fezes. A fibra e a água desempenham um papel fundamental no bom trânsito intestinal e sua baixa presença pode retardá-lo, o que faz com que a constipação seja outro dos sinais de desidratação.

Se você sofre de constipação e percebe que, talvez entre outros fatores, está bebendo pouca água, uma boa maneira de melhorar é tomar chás de ervas. Recomendamos que você conheça Os melhores alimentos para prisão de ventre.

Fadiga e dor de cabeça

Às vezes, os sinais de desidratação não são fáceis de reconhecer. Existem muitas causas que podem desencadear dores de cabeça e mal-estar geral, mas às vezes é o desequilíbrio hídrico que pode acabar gerando fadiga e dores de cabeça frequentes. Se você está passando por um período de cansaço aparentemente inexplicável, sentindo-se para baixo e até experimentando alguma irritabilidade, pode não estar bebendo toda a água que seu corpo precisa. Também pode acontecer em um curto período de tempo, que você esteja com calor, sua temperatura corporal aumente um pouco e você tenha falta de líquido, desidratando seu corpo, e sentindo-se cansado e com dor de cabeça.

Aqui você pode ler sobre Como aliviar dor de cabeça no calor.

Como saber se estou desidratado - Fadiga e dor de cabeça

Tonturas, confusão e sonolência

Tonturas, mesmo acompanhadas de náuseas, sensação de sonolência e confusão podem ser sintomas de desidratação grave, que se manifesta quando 5% ou mais dos fluidos corporais foram perdidos. Essa situação requer atenção médica imediata, especialmente se esses sintomas forem prolongados ou se essa situação for acompanhada de aumento da frequência cardíaca e outros sintomas.

Como prevenir a desidratação

Na maioria dos casos, prevenir a desidratação é simples, pois nosso corpo nos avisa da necessidade de beber água e basta dar atenção aos sinais de desidratação e beber líquidos sempre que sentirmos sede. O problema é que nem sempre a sentimos com clareza, sobretudo no caso dos mais velhos, por isso temos de assegurar que satisfazemos as nossas necessidades hídricas tendo em conta as nossas próprias características: idade, massa muscular, esforço físico realizado. E lembre-se das quantidades de água que devemos beber diariamente (beber mesmo sem sede).

Também é importante saber que essas quantidades devem ser adaptadas e aumentadas em momentos específicos, como: após praticar atividade física intensa, durante as épocas mais quentes do ano ou em caso de doenças que envolvam perda de líquidos por vômito ou diarreia. Aqui você pode ler sobre Como beber dois litros de água por dia.

Além de beber bastante líquido conforme necessário, comer frutas e vegetais ricos em água é uma boa maneira de prevenir a desidratação.

Sucos, infusões, caldos... também nos fornecem os líquidos que o corpo necessita. Por outro lado, você deve lembrar o álcool e a desidratação andam juntos, já que as bebidas alcoólicas promovem a desidratação, portanto, para evitá-la, é melhor excluí-las de uma dieta saudável ou limitar seu consumo.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como saber se estou desidratado, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.

Bibliografia
  • Organização Mundial da Saúde (who.int) Disponível em: https://www.who.int/es
  • EFSA | Ciência confiável para a segurança alimentar (europa.eu) Disponível em: https://www.efsa.europa.eu/es

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Como saber se estou desidratado
1 de 3
Como saber se estou desidratado

Voltar ao topo da página