Partilhar
Partilhar em:

Alimentos para aumentar a leptina

Alimentos para aumentar a leptina

Conhece o hormônio da fome? Chama-se leptina, um hormônio que produzimos de forma natural mas que muitas pessoas tentam aumentar o seu consumo porque ajuda a perder peso. Por este motivo, utilizá-la é um método para conseguir emagrecer de forma saudável e não utilizar produtos químicos nem se arriscar em cirurgias. Mas, como é habitual, se quiser conseguir resultados duradouros deve ter cuidado com a alimentação e praticar um pouco de exercício diário. Se quer conhecer mais sobre este hormônio e como pode conseguir aumentar os seus níveis no organismo, continue lendo este artigo do umCOMO no qual lhe mostramos os alimentos para aumentar a leptina.

Também lhe pode interessar: Alimentos para aumentar as defesas

O que é a leptina

O hormônio leptina é produzido pelas células de gordura do nosso organismo. Este hormônio atua no hipotálamo e é responsável por lhe comunicar quando estamos cheios ou saciados. Por isso, um aumento desta proteína vai servir para diminuir o apetite ou inclusive suprimi-lo e, por isso, pode nos ajudar a perder peso sempre que a usarmos bem.

Embora o funcionamento exato desta para conseguir reduzir o volume corporal não esteja de todo claro, a sua eficácia foi comprovada em inúmeros estudos e muitos médicos e clínicas para tratar a obesidade aconselham usar esta proteína para conseguir bons resultados no tratamento contra o sobrepeso e a obesidade. Além disso, sobretudo se se seguir uma dieta para emagrecer rigorosa, usando este hormônio e conseguindo reduzir a sensação de fome também conseguimos com sucesso fazer dieta sem sofrer tanta ansiedade.

Além disso, nos tratamentos contra o excesso de peso e sobretudo quando se trata de casos nos quais afete gravemente a saúde, costuma-se incluir o trabalho deste hormônio não só através da alimentação como também se administram injeções de leptina, dadas apenas por um médico. Trata-se de uma incorporação bastante recente a esta área da medicina, pelo que ainda se estão levando a cabo estudos para acabar de conhecer o funcionamento exato desta proteína e o seu papel na hora de perder peso.

É muito importante que, se começar um tratamento com a ajuda da leptina para emagrecer, se tenha em conta que deve ser sempre sob controle médico. Isto porque dependendo da pessoa a quantidade e o ritmo de produção variam de forma significativa, e deve ter em conta os possíveis problemas que podem surgir dependendo de qual seja o problema exato a tratar ou se se usam outros medicamentos ou tratamentos naturais.

Alimentos que aumentam a leptina

Não existem alimentos que contêm leptina, mas sim alimentos que ativam a leptina, ou seja, que facilitam a produção natural no nosso corpo. De fato, tratam-se de alimentos ricos em ômega 3 e, por isso, devemos tentar incluir os seguintes alimentos na nossa alimentação, tanto se for habitual como se for uma dieta para emagrecer:

  • Salmão
  • Atum
  • Cavalinha
  • Sardinhas
  • Arenques
  • Marisco
  • Gema do ovo
  • Nozes
  • Amêndoas
  • Avelãs
  • Castanhas
  • Alface
  • Soja
  • Espinafre
  • Brócolis
  • Couve
  • Pepino
  • Óleo de linhaça
  • Óleo de soja
  • Óleo de avelã
  • Óleo de canola
  • Óleo de nozes
  • Óleo de fígado de bacalhau
  • Óleo de gérmen de trigo
  • Sementes de linhaça
  • Sementes de chia

Neste outro artigo do umCOMO pode saber com mais detalhes como tomar ômega 3 para emagrecer.

De qualquer forma, há investigações em curso que estão tentando incorporar níveis baixos de leptina em alguns alimentos. A ideia destes estudos é chegar a produzir alimentos que nos ajudem tanto a nos nutrirmos corretamente como a reduzir peso nos casos em que for realmente necessário, sempre sob orientação médica. Além disso, pretende-se oferecer esta comida a crianças com risco de sofrer obesidade para não desenvolverem o problema. Mas esta comida ainda não está disponível e não se sabe com certeza se chegará a ser possível.

Dicas para ativar a leptina e perder peso

Se quer aproveitar o funcionamento do conhecido hormônio da fome para emagrecer, pode consumir os alimentos antes referidos e seguir as seguintes dicas para aumentar este hormônio no seu corpo:

  • A frutose inibe os receptores deste hormônio, por isso terá que a evitar ou diminui-la dentro do possível.
  • Evite os carboidratos simples.
  • Coma proteínas, sobretudo ovos e carnes magras além de peixes azuis.
  • Inclua alimentos ricos em fibras como legumes, cereais, grãos integrais, etc, estes vão ajudá-lo a saciar-se facilmente liberando mais quantidade de leptina.
  • Faça um pouco de exercício diário, centra-se sobretudo em exercícios de cardio, mas não se exceda.
  • Durma 8 horas diárias e assim o seu corpo funcionará muito melhor em diversos aspetos, incluindo o funcionamento do metabolismo. Além disso, se não descansar o suficiente diariamente o seu organismo produz menos quantidades deste hormônio.
  • Depois de jantar, embora ao fim de um tempo tenha alguma fome, não coma mais, desta forma conseguirá aumentar os níveis de leptina.
  • Tome suplementos de ômega 3 se com a alimentação não conseguir incluir o necessário ou se o seu médico recomendar.
  • Use também algumas técnicas para perder peso com produtos naturais, algo que servirá como um apoio ao tratamento médico que seguir.
  • Se sofre de problemas de obesidade, consulte com o seu médico a possibilidade de usar injeções deste hormônio para o ajudar no processo de regular o seu peso.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Alimentos para aumentar a leptina, recomendamos que entre na nossa categoria de Vida Saudável.

Comentários (0)

Escrever comentário sobre Alimentos para aumentar a leptina

O que lhe pareceu o artigo?

Alimentos para aumentar a leptina
1 de 3
Alimentos para aumentar a leptina