Partilhar

Coceira na pele durante a gravidez - Remédios e conselhos

 
Por Redação umCOMO. Atualizado: 7 maio 2019
Coceira na pele durante a gravidez - Remédios e conselhos

À medida que a barriga e os seios crescem durante a gestação, a pele vai esticando pouco a pouco para de adaptar ao novo tamanho do corpo da mulher. Junto com o crescimento do feto, as mudanças hormonais podem se traduzir em alterações cutâneas. Durante a gestação, é liberado mais estrogênio, uma hormona feminina que induz a proliferação celular sobretudo no peito, no endométrio e nos ovários. Embora este aumento de estrogênios seja normal durante a gravidez (por serem produzidos nos ovários e na placenta), ele tem consequências diretas: A futura mamãe sente prurido oi coceira em zonas como as palmas das mãos, as plantas dos pés, o peito ou mesmo na barriga. Você gostaria de saber mais? O umCOMO reuniu toda a informação sobre a coceira durante a gravidez para que você confira como pode aliviar o problema. Continue lendo e descubra tudo sobre a coceira na pele durante a gravidez - remédios e conselhos.

Também lhe pode interessar: Como se cuidar durante a gravidez

Porque sinto coceira durante a gravidez?

É normal sentir coceira na pele durante a gravidez? Se você está grávida e tem esta dúvida depois de sentir prurido ou comichão na pele, está no artigo certo. A resposta é afirmativa: é algo comum que afeta muitos mulheres durante o período gestacional, especialmente na zona do ventre, dos peitos, das palmas das mãos ou das plantas dos pés. A vermelhidão também costuma acompanhar o prurido, devido ao aumento da circulação sanguínea.

Mas, porque se sente essa coceira tão incômoda nesse período? À medida que a gravidez vai avançando, as mulheres vão ganhando peso e aumentando de tamanho, o que faz com que a pele ceda para se acostumar ao novo volume, chegando a provocar o aparecimento de estrias. A tensão da pele é natural, mas isso não evita que a situação seja incômoda e em conjunto com o desequilíbrio hormonal, os sintomas podem ser muito variados. Durante a gestação, as mulheres segregam uma quantidade maior de estrogênios - umas hormonas femininas produzidas pelos ovários e pela placenta - o que, junto com a adaptação da pele, pode provocar essa coceira incômoda que desaparece após o parto.

Coceira na pele durante a gravidez - Remédios e conselhos - Porque sinto coceira durante a gravidez?

Outras causas da coceira na pele durante a gravidez

Como mencionado antes, o estiramento da pele é o fator principal que provoca a tensão da pele (especialmente no ventre e no peito) e, consequentemente, a coceira nessas zonas. No entanto, a mudança hormonal do aumento de estrogênios é outra causa frequente que provoca o prurido e a vermelhidão nas zonas mais afetadas (ventre, peitos, mãos e pés). Contudo, estas não são os únicos fatores que provocam a sensação desagradável. Confira outras causas da coceira na pele durante a gravidez:

  • Urticária: é conhecida como pápulas e placas urticariformes da gravidez (PPUPG) e consiste na presença de erupções cutâneas que se concentram, sobretudo, no ventre. Confira quais são os melhores remédios caseiros para a urticária nesse artigo. Costuma aparecer após o terceiro mês de gravidez e é muito frequente na primeira gestação ou em gravidez de gêmeos. É uma coceira incômoda mas não perigosa, nem para o bebê nem para a mamãe.
  • Colestase: é um problema de fígado que afeta o fluxo normal da bílis do fígado, podendo se manifestar durante a gravidez. A colestase provoca coceira severa por todo o corpo, assim como erupções cutâneas. É essencial controlar a colestase com tratamento médico, já que pode afetar o bebê. A coceira e o prurido são quase insuportáveis, sendo essencial consultar um centro médico de imediato.
  • Infecções fúngicas ou micóticas: além destas causas, é habitual que as mulheres grávidas sofram de infecções fúngicas, o que pode resultar em coceira vaginal. Não esqueça que o desequilíbrio hormonal é normal durante o período de gestação e que a dieta e os antibióticos podem afetar a mulher de imediato, resultando no crescimento excessivo de fungos. Acesse esse artigo para conhecer os remédios caseiros para a candidíase na gravidez.
  • O eczema, a pele seca ou as intolerâncias alimentares: também são condições que se apresentam com prurido ou coceira na pele, uma sensação que piora muito quando ocorre durante a gestação.

Embora a coceira na pele durante a gravidez seja um sintoma comum e muito frequente, é essencial consultar o seu médico sob re o prurido, já que pode se tratar de um sinal que indica a presença de outro problema mais grave.

Remédios caseiros para a coceira na pele durante a gravidez

Embora tudo dependa da origem da comichão, existem vários remédios caseiros para aliviar a coceira na pele durante a gravidez, sobretudo se for produzida pelo próprio estiramento da pele no ventre e no peito. Esses são os mais eficazes:

Banho morno

Se você sofre de coceira durante a gravidez, recomendamos um banho de água morna onde você deve adicionar um bowl de farinha de aveia. A aveia ajuda a acalmar a pele irritada e, desse jeito, reduzir o mal-estar (além de relaxar). Descubra como fazer farinha de aveia neste artigo.

Compressas frias

A água fria é um dos melhores métodos calmantes e, neste caso, funciona muito bem. Aplique compressas frias ou bolsas de gelo envoltas em panos nas áreas mais afetadas da pele e conseguirá aliviar a coceira, reduzir a vermelhidão e combater a inflamação. Para a zona do peito, em particular, recomendamos uma toalha enrolada umedecida com água fria, o que será mais confortável. Coloque a toalha entre o peito e o ventre para reduzir a coceira da região durante a gestação.

Cremes e pomadas

Tem muitos remédios que podem ajudar a reduzir a comichão durante a gravidez. Os cremes e pomadas à base de calêndula, por exemplo, oferecem um alívio rápido e ajudam a hidratar a pele, o que também faz com que reduzam a secura da pele e os eczemas. Outro remédio eficaz é o gel de aloé vera ou babosa que, além de acalmar a coceira, cria uma película protetora na pele que a protege dos danos provocados quando você se coça.

Ervas medicinais

Algumas ervas possuem propriedades calmantes, podendo ser utilizadas como remédio natural contra a coceira da pele durante a gravidez. A raiz do dente de leão, por exemplo, é útil para resolver os problemas do fígado. É recomendado consumi-las sob o formato de infusão, especialmente para quem sofre de colestase. No entanto, consulte sempre o seu ginecologista antes da toma.

Bicarbonato

Não podemos esquecer o poder e as propriedades do bicarbonato na pele, entre as quais se destaca o seu poder calmante. Prepare uma pasta à base de bicarbonato e água e aplique sobre o ventre, o peito e nas zonas onde se manifesta a coceira. Notará como se alivia a comichão, a dor do estiramento da pele e a vermelhidão.

Conselhos para aliviar a coceira durante a gravidez

Além dos remédios naturais expostos anteriormente, é essencial ter em conta algumas dicas que ajudam a prevenir ou reduzir a coceira da pele durante a gravidez. Confira como evitar este sintoma tão desagradável:

  • Evite os banhos e duches quentes pois eles ressecam a pele e podem piorar a sensação de coceira.
  • Não use escovas ou esponjas durante o banho para evitar a descamação da pele.
  • Evite o uso de produtos perfumados para a pele (gel, creme, etc.) ou com uma composição química muito forte. Ao invés, aposte em cremes de glicerina que respeitam muito mais a pele.
  • Alguns detergentes para a roupa também pode influenciar a coceira na pele. Se você notar alguma reação quando veste roupa lavada, evite esse produto.
  • Prefira usar roupa larga e roupa interior de algodão ou outras fibras naturais que ajudem a sua pele a respirar.
  • Para evitar o crescimento de fungos, evite se sentar com roupa úmida.
  • Mantenha o corpo hidratado durante todo o dia. É essencial beber entre 8 e 10 copos de água por dia (o que se traduz em 1,5 ou 2 litros de água por dia).
  • Aposte numa dieta saudável e equilibrada.
  • Evite coçar a pele sempre que possível porque, embora alivie a coceira temporariamente, pode provocar feridas, cortes ou arranhões na pele.
  • Aplique sempre um creme hidratante depois do banho.

Não esqueça que, se a coceira for muito intensa (especialmente durante o segundo e o terceiro trimestre de gravidez, você deve consultar o médico, já que pode estar sofrendo de colestase. Do mesmo jeito, em casos de coceira intensa e de falta de alívio com todas estas técnicas, visite o seu médico para que ele recomende um tratamento farmacológico adequado para uso local. Ele também pode encaminhar a paciente para um dermatologista caso haja presença de erupções ou vermelhidão, para que o tratamento seja ainda mais específico.

Coceira na pele durante a gravidez - Remédios e conselhos - Conselhos para aliviar a coceira durante a gravidez

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Coceira na pele durante a gravidez - Remédios e conselhos, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.

Escrever comentário sobre Coceira na pele durante a gravidez - Remédios e conselhos

O que lhe pareceu o artigo?

Coceira na pele durante a gravidez - Remédios e conselhos
1 de 3
Coceira na pele durante a gravidez - Remédios e conselhos

Voltar ao topo da página