Partilhar
Partilhar em:

Esclerose subcondral - tratamento e causas

Avaliação: 4,9 (732 votos)
13 comentários
100 vezes partilhado
 
Esclerose subcondral - tratamento e causas

A esclerose subcondral é uma doença que tem impacto sobre os ossos das pessoas que têm artrites, especificamente na zona das articulações. A esclerose subcondral provoca dor nas articulações e dormência devido a um aumento da massa da densidade óssea de uma camada fina de osso abaixo da cartilagem da articulação. Esta doença é crônica e dolorosa, é muito fácil de detectar e tem uma variedade de tratamentos. Por isso, em umComo.com.br explicamos-lhe um pouco mais sobre a esclerose subcondral, os seus tratamentos e causas.

Também lhe pode interessar: Plantas medicinais para a artrose

Tratamento da esclerose subcondral

Os tratamentos da esclerose subcondral podem ser variados dependendo da zona de tratamento e da intensidade, de seguida enumeramos alguns, mas lembramos que deverá ser sempre um médico a dizer qual o tratamento a fazer:

  • Exercícios físicos como natação e bicicleta estática.
  • Redução do peso corporal.
  • Fisioterapia.
  • Eletroterapia.
  • Terapia do movimento.
  • Próteses.
  • Terapias térmicas.
  • Acupuntura.
  • Ozonoterapia.
  • Adicionar na dieta alimentar glucosamina, condroitina e metil sulfonil metano.
  • Exercícios para fortalecer e alongar os músculos que suportam as costas.
  • Evitar a má postura e a mecânica corporal inadequada.

Sintomas da esclerose subcondral

Quando a cartilagem do acetábulo e da cabeça femoral diminuem de altura, produz-se esclerose subcondral, que é uma forma de reações ósseas devido à falta de cartilagem hialina. Aos 55 anos, podem observar-se ulcerações e erosões que deixam o osso subcondral sem cobertura cartilaginosa, sem que haja nenhuma alteração patológica conhecida, apenas devido ao uso (envelhecimento das articulações). Outro sintoma da esclerose subcondral é a diminuição da altura da cartilagem devido a fenômenos degenerativos, que resulta no estreitamente do espaço articular, que nas radiografias aparece com uma linha nítida mais branca (maior densidade óssea), na área de maior pressão e áreas hipodensas chamadas geodos, tanto no corpo como na cabeça femoral.

Sinais externos da esclerose subcondral

A esclerose subcondral é um sinal radiológico, que é mostrado nos raios das articulações; que é o resultado de uma resposta reativa do osso e que se manifesta com o aumento da densidade óssea do osso subjacente à cartilagem articular (que está imediatamente abaixo da articulação).

É típico da artrose, mas também pode ocorrer noutras doenças. A artrose é uma doença degenerativa que afeta principalmente as articulações móveis (anca, coluna, mão, joelho) e é produzida pela alteração das propriedades da cartilagem e do osso subcondral, é o resultado de um conjunto de múltiplas doenças com manifestações idênticas e principalmente do desgaste articular devido à idade.

Este artigo é meramente informativo, no umComo.com.br não temos capacidade para receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamo-lo a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigo parecidos a Esclerose subcondral - tratamento e causas, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Relacionados
Comentários (13)

Escrever comentário sobre Esclerose subcondral - tratamento e causas

Muito útil
13 comentários
Reginalda Requenha
Sua avaliação:
Onde posso fazer a ozonoterapia em Natal RN /Brasil
Eliete reis de oliveira
Boa noite! Gostaria de saber o que significa Esclerose acetabular,com redução do espaço articular,relacionado com coxoartrose ? Isto foi o resultado de um exame que eu fiz. Desde já agradeço
José Sérgio de Almeida
Qual medicamento para aliviar as dores?
Wirlen
Boa tarde, tenho 31 anos fiz dois exames uma ressonância da bacia e uma tomografia, foi constatado que tenho osteonecrose no fêmur, esclerose e dois cistos. Sinto dores constantes não consigo andar normal, nem subir escadas , pegar peso, até para pisar no pedal do carro estou com dificuldades, já fui no ortopedista o mesmo falou que não é nada. Já tomei vários remédios (alginac 1000, feldene, ártico, diprospam, entre outros).não posso fica tomando muitos remédios pois estou com gastrite e estou fazendo tratamento para mesma. Qual é a dica para solucionar meu problema?
mariana
Vai no Cis , fica na rua dr xxxxxxxxxx na mooca , tem médicos otimos e é bem maratinho por que os alunos atendem junto! Esse seu quadro precisa ser visto , leve todos os raios x ! liga antes e marca, funciona ate final de junho e depois so agosto.
Meire
Depois de muitos exames, em fim, descobri que estou com esclerose subcondral, as dores não. Cessam. Será que foi devido ao uso de corticoides, por mais de vinte anos?
Ana Matos
Traumatismo no joelho devido a queda
Heloisa Bonfim
meu marido está com esclerose na bacia, sendo muita dor, e o agravante no momento é que ele está também com esteatose hepática num estágio muito avançado, está tomando um medicamento para o fígado (Forfig) e por conta do fígado não pode tomar nenhum medicamento para a esclerose. O que podemos fazer para amenizar a dor que ele sente?
nadia souza morais
fui diagnosticada por retificação da lordose, discopatia com esboços osteofiticos, esclerose subcondal,enfim ,sinto dores muito fortes, tenho 55 anos mas tirando as dores no mais estou bem. posso ficar sem andar?
graciana
estou muito amedrontada..pois tenho medo de ficar sem andar .. tenho esclerose no dois lado da bacia.
Sndra Rodrigues
Eu fiz um tac as articulacoes sacro iliacas e deu esclerose subcondral devo ir a um especialista terei artrite reumatoi

Descubra vídeos interessantes
Top 10
Aulas de Zumba
DIY
Tratamentos de Pele
Esclerose subcondral - tratamento e causas
Esclerose subcondral - tratamento e causas